Home - Convergência Digital

Qualcomm reage à Apple e acusa rival de falsas declarações

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 11/04/2017

A Qualcomm rebateu as acusações feitas pela Apple em janeiro em um processo nos Estados Unidos, afirmando que a fabricante de iPhones quebrou acordos com a empresa e encorajou por meio de declarações falsas ataques de autoridades regulatórias sobre seus negócios em várias partes do mundo.

A Apple abriu processo acusando a Qualcomm de cobrar em excesso por chips e por ter se recusado a conceder descontos de cerca de 1 bilhão de dólares previamente acordados. O processo foi iniciado dias depois que o governo norte-americano acusou a Qualcomm por recorrer a táticas anticompetitivas para manter um monopólio sobre os principais chips usados em celulares. De acordo com a Qualcomm, a Apple encorajou, com falsas declarações, ataques de autoridades regulatórias em várias partes do mundo.

"A empresa (Apple) lançou um ataque global contra a Qualcomm e tenta usar seu enorme poder de mercado para forçar termos de licença injustos e irracionais da Qualcomm", disse a fabricante de chips em declaração. A Qualcomm também disse que a Apple a ameaçou na tentativa de se prevenir de comparações públicas sobre o desempenho superior de iPhones com os componentes da Qualcomm e as diferenças de resultado entre iPhones equipados com modems Qualcomm e aqueles que usam modems de fornecedores concorrentes.

Em resposta à declaração da fabricante de chips, a Apple disse que reitera os comentários feitos em janeiro, dizendo que a Qualcomm supervalorizou direitos autorais e que os ganhos das tecnologias Apple não estão relacionados às patentes da Qualcomm. A Apple também apresentou em janeiro um processo contra a Qualcomm em Pequim, alegando que a fornecedora de chips abusou de sua influência na indústria de chips e cobrou 1 bilhão de iuans (145,32 milhões de dólares) em reparação de prejuízos, segundo o Tribunal de Propriedade Intelectual de Pequim.

*Com informações da Agência Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/09/2018
Qualcomm acusa Apple de roubar segredos para a Intel

21/09/2018
Novos iPhones já dispensam componentes da Qualcomm

19/09/2018
BRPhotonics: sem dinheiro, morreu o sonho de fazer chip no Brasil

19/09/2018
Fabricante denuncia falta de transparência na venda dos ativos de joint-venture do CPqD

25/06/2018
SMART investe R$ 700 milhões para aumentar fabricação local de componentes

13/03/2018
5G é argumento para Trump vetar compra da Qualcomm pela Broadcom

12/03/2018
Broadcom vai se mudar para os EUA para comprar a Qualcomm. Intel entra na disputa

09/03/2018
Qualcomm troca presidente do conselho e tenta evitar venda para Broadcomm

22/02/2018
BRPhotonics fecha as portas e desmorona sonho nacional de indústria de componentes

25/10/2017
Déficit de eletrônicos cresce 20% e chega a US$ 17,4 bilhões até setembro

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site