NEGÓCIOS

Itaú Unibanco e Bradesco trabalham juntos em projeto de blockchain

Por Roberta Prescott ... 13/04/2017 ... Convergência Digital

O blockchain está unindo instituições financeiras concorrentes para estudar como a nova tecnologia pode ser usada. O maior exemplo disto foi a criação da R3, uma empresa de tecnologia financeira dedicada a trabalhar com os bancos para entender como eles podem tirar proveito do blockchain. Atualmente, a R3 reúne um consórcio com cerca de 80 bancos ao redor do mundo, incluindo os brasileiros Itaú Unibanco e Bradesco, que estão trabalhando juntos em alguns projetos. 

O Itaú Unibanco começou a testar a tecnologia em 2015 com Ethereum, se juntou ao R3 e hoje lidera, junto com outros bancos, um grupo de trabalho da Febraban sobre blockchain, revelou o executivo da instituição financeira, Igor Freitas. Segundo ainda ele, o banco trabalha - em modelo de prova de conceito - com a tecnologia para compartilhamento de informação cadastrais das pessoas, para que os dados passem ser das pessoas físicas e não das instituições. "Nossas provas de conceito sempre partem do negócio. A tecnologia tem de partir de ideia de negócio e fazer sentido para o banco e cliente."

Há cerca de um ano, em palestra no Ciab , Maurício Alban Salas, superintendente de arquitetura do Itaú Unibanco, havia revelado a criação de um centro de excelência com frentes estratégica, tecnológica e funcional com objetivo de mapear oportunidades e cenários e identificar parcerias de negócio e alianças estratégicas. Entre as possibilidades de adoção, Alban Salas citou o uso de blockchain como tecnologia para resolver problemas internos, como transações entre sistemas privados, e uso na negociação de debentures, com objetivo de reduzir a intermediação dos bancos no processo de emissão e negociação.

O Bradesco também começou testes em 2015 e, atualmente, conta com um grupo interdepartamental para estudar riscos e oportunidades. A prova de conceito da instituição, conforme relatou o executivo da instituição, George Marcel, foi na área de prevenção à fraude. Sem entrar em detalhes, o executivo do banco disse que há outras provas de conceito no pipeline. "Objetivo é termos um piloto em 2017 ou 2018."

O projeto de compartilhamento de dados é fruto de um desenvolvimento colaborativo, algo novo entre os bancos.  Nele, Itaú, Bradesco e B3 (resultado da fusão da BM&FBovespa com a Cetip para formar a B3 — Brasil, Bolsa e Balcão) estão juntos desenvolvendo a solução e avaliando qual plataforma é melhor para os casos de usos.

"Queremos entender melhor as diferenças de plataformas. Para implantar algo temos de concordar qual plataforma vamos usar e estamos discutindo isto. Está interessante trabalhar em conjunto com outros que são concorrentes", completou Marcel, do Bradesco. Os executivos participaram do evento Emerging Links, realizado em São Paulo.



Cloud Computing
Big data vive em uma área cinzenta de regulação no Brasil

A afirmação foi feita pelo conselheiro da Anatel, Otavio Rodrigues. Segundo ele, a regulamentação sempre terá uma defasagem em relação aos novos serviços. Big Data do bem mobiliza a sociedade.

3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

Com iZettle, PayPal entra na 'guerra das maquininhas' no Brasil

Aquisição da startup custou US$ 2,2 bilhões. No Brasil, a sueca iZettle tem manufatura local das maquininhas na Zona Franca de Manaus com o objetivo de atender pequenos comerciantes.

Xerox rejeita proposta de US$ 6,1 bi da Fujifilm e vai à leilão

Era turbulenta da ex-dona do mercado de impressão segue. Acionistas conseguiram vetar a aquisição da companhia pela rival japonesa. Objetivo é conseguir uma proposta mais elevada.

Banco Votorantim assume custódia e movimentação das contas da fintech Neon

Instituição substituirá o Banco Neon, que sofreu liquidação extrajudicial do Banco Central.

Banco Central regulamenta a atuação das fintechs de créditos

Autoridade monetária estabeleceu limites para empréstimos  'peer-to-peer lending' abaixo do que o mercado esperava. BC projeta que entre 10 a 30 empresas estão contempladas na regulamentação, que passa a ter validade imediata. ABFintechs, que reúne 354 empresas, diz que 'legislação traz mais confiança'.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G