Home - Convergência Digital

Empresas brasileiras investem em certificação CMMI

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 18/04/2017

Por mais competitividade, as companhias nacionais investem na certificação, em especial, no CMMI (Capability Maturity Model Integration ou Modelo de Maturidade em Capacitação e Integração, em português) que um modelo de melhores práticas para a maturidade de diferentes áreas de tecnologia, como Engenharia de Sistemas, Engenharia de Software, Desenvolvimento de Processo e Produtos, entre outros.

A Extreme Digital Solutions (EDS), companhia de consultoria e outsoursing em TI, implantou o projeto CMMI DEV ML3 (Certificação CMMI de Desenvolvimento nível 3) com a Crest Consulting. “Iniciamos o projeto em julho de 2015 com treinamento e planejamento estruturado para o escopo do CMMI Dev ML2 e posteriormente CMMI Dev ML3, porém como solicitado pela alta direção, a estratégia mudou para implantar diretamente CMMI Dev ML3”, diz Fabio Machado, sócio da EDS.

O executivo explica que a longa implantação acontece por ser um processo de maturidade. Os principais objetivos atingidos foram aumentar a competitividade da empresa, ter diferencial no cenário nacional e internacional, garantir o crescimento organizado da empresa, aumentar o leque de ofertas com novas parceiras e alcançar novos clientes.

Com foco um pouco diferente, a CINQ Technologies finalizou também o 3º Ciclo de CMMI Desenvolvimento em seis projetos de clientes no Brasil e no exterior. Entre as vantagens já sentidas estão “melhoria da eficiência operacional de equipes de projeto, com maior agilidade, inovação, produtividade e uma melhor percepção por parte dos clientes principalmente no que se refere ao nível de qualidade e aos prazos dos projetos”, pontua Aldir Oliveira Brandão Junior, diretor da área de Software Delivery Organization da CINQ.

Os projetos tiveram algumas dificuldades em seu desenvolvimento. Enquanto a CINQ teve dúvidas sobre a convivência do Agile Scrum com o CMMI, a EDS revelou barreiras externas. “Ao longo do projeto tivemos mudanças de grande impacto no mercado nacional e especialmente no cenário do Estado do Rio de Janeiro com a déficit das contas públicas do Governo, até então nosso maior cliente”, frisa Machado.

O diretor da CINQ termina pontuando algumas das recomendações necessárias para que um projeto seja bem sucedido. “Aceitar que para a empresa manter o nível 3 do CMMI, a disciplina por parte dos líderes e envolvidos é essencial. Além disso, é necessário ter o envolvimento de todo o time de projetos, incluindo a participação direta dos diretores da empresa e o cumprimento do modelo em todos os projetos. É necessário utilizar times multidisciplinares na definição dos processos e defini-los de forma descomplicada”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/10/2017
Governo Federal abre inscrições para curso gratuito de inglês

16/10/2017
Brasil ganha 50 profissionais capacitados como Cientistas de Dados

28/08/2017
Facebook abre centro de formação para programadores em São Paulo

24/08/2017
CTC/PUC-Rio apresenta novo currículo para graduação em Ciência da Computação

21/08/2017
Vire um programador para ontem!

02/08/2017
Senai lança capacitação online e gratuita de Lógica de Programação

31/07/2017
Número de vagas para estágio em TI mais que dobrou no 1º semestre

25/07/2017
Trabalhar muito não é tendência, é exigência do mercado

21/07/2017
Oito em cada 10 profissionais de TI são reprovados em testes técnicos

14/07/2017
Empresa brasileira replica modelo da nuvem cria o 'CIO como serviço'

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Profissional do futuro é um análogo do canivete suíço

Esse especialista terá de reunir capacidades polivalentes, diz o consultor Marcos Semola. O especialista também decreta: O RH que pensa na caixinha está morto.

Reforma trabalhista: Não haverá contrato novo ou velho

“Se não, muitos empresários poderiam dispensar os trabalhadores da ‘lei velha’ e contratar outros com contrato novo, pela ‘lei nova’. Para não haver esse perigo, a lei aplica-se a todos os contratos em vigor no Brasil”, explica o Juiz do Trabalho, Marlos Melek.

BI, big data e cientista de dados: salários entre R$ 12 mil a R$ 30 mil no Brasil

Pesquisa revela que corporações brasileiras buscam especialistas nessas áreas para conduzir seus negócios.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site