NEGÓCIOS

Investimento em TI resiste à turbulência da economia e da política

Ana Paula Lobo ... 19/04/2017 ... Convergência Digital

Os investimentos em TI nas empresas não foram reduzidos pela turbulência da economia e da política no Brasil em 2016, o que é considerado uma surpresa pelo professor Fernando Meirelles, professor da FGV e responsável pela 28ª Pesquisa Anual do Uso de TI nas Empresas, divulgada nesta quarta-feira, 19/04. "Eu tinha convicção que esse número ia cair pela primeira vez em 30 anos e chequei por 32 vezes para assegurar que os investimentos estavam mantidos", afirmou o especialista. Hoje, segundo a FGV, TI representa 8% do Produto Interno Bruto do Brasil.

O investimento em TI, e aqui é especificamente na área de TI, apesar de Meirelles ressaltar que cada vez mais Comunicação está sendo incorporada ao orçamento de TI, ficou em 7,6% em 2016, o mesmo montante reportado em 2014 e 2015, também anos de crise e recessão. Para 2017, a previsão é que esse índice se mantenha. "A informatização chegou para valer. Ela obriga as empresas a investirem em TI", diz o professor da FGV.

Os bancos são de longe os que mais investem em Tecnologia da Informação com 14% da receita e um custo anual por usuário, ou o quanto as empresas gastam de tecnologia dividido pelo número de funcionários que usam tecnologia, ficou em R$ 86 mil. Serviços, por conta dos bancos, é o segmento que mais investiu em TI - 11% da receita. Na indústria, a média de investimentos e gastos é de 4,5%, enquanto no comércio o valor fica em 3,5%. "Os supermercados brasileiros, inclusive os de controle multinaiconal, estão muito atrasados no uso da TI”, adverte o especialista.

Há dois anos, o estudo da FGV alertava que para cada 1% a mais de gasto e investimento em TI, depois de dois anos, o lucro das companhias aumentou 7%. E essa proporção segue válida em 2017. "TI é o diferencial ainda mais em tempos de ruptura como a que está sendo provocada pelos smartphones", completa Fernando Meirelles.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

Bitcoin deve ser declarado no IR, alerta tributarista

Segundo o Advogado, Carmine Gianfrancesco, do escritório Gianfrancesco & Mazzo Advogados - especializado em Direito Tributário Empresarial com prestação de serviços de contencioso tributário - a criptomoeda é um ativo aos olhos da Receita Federal.

CADE investiga se cartel de componentes de disco rígido agiu no Brasil

Cinco empresas e trinta e oito pessoas físicas teriam participado do conluio que, entre outras coisas, combinaram preços em respostas a pedidos de cotação de clientes.

Plantronics compra Polycom por R$ 6,5 bilhões

Aquisição terá consolidação de negócios no Brasil, em especial, na área de videconferência, uma vez que as duas companhias atuam no mercado nacional.

São Paulo sedia primeiro hub da IBM dedicado à blockchain na América Latina

Investimento na tecnologia, que deverá crescer 127% nos próximos três anos, é estimado em R$ 18 milhões até 2020. Unidade será ativada no 2º semestre.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G