Home - Convergência Digital

Celulares vão responder por 67% dos gastos mundiais dos usuários finais

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 24/04/2017

Os usuários de PCs e telefones celulares estão comprando novos dispositivos por um preço médio maior, o que representa um aumento nos gastos do usuário final em 2017 estimado em cerca de 2%, alcançando aproximadamente US$ 600 bilhões na cotação atual da moeda. Os celulares serão responsáveis por 67% desse valor, reporta estudo do Gartner.

De acordo com a consultoria, o preço médio de equipamentos de informática e celulares deverá crescer 2% em 2017. Esse acréscimo será causado por dois motivos. O primeiro é que o preço dos componentes continuará aumentando neste ano (em especial para os PCs, mas também para os telefones), o que, consequentemente, deixará os produtos mais caros. O segundo é que o interesse dos usuários por celulares de maior valor e qualidade supera a preocupação com preços mais baixos.

"Globalmente, o mercado de dispositivos está se importando menos com o preço. Os consumidores e empresas estão buscando produtos melhores que se adaptem ao seu estilo de vida e não apenas opções mais baratas”, afirma Ranjit Atwal, Diretor de Pesquisas do Gartner. O gasto dos consumidores com celulares chegará próximo dos US$ 400 bilhões em 2017, um aumento de 4,3% com relação a 2016. "A elevação do preço médio dos celulares é reflexo dos próprios usuários", afirma Annette Zimmermann, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

"Eles estão substituindo seus telefones básicos por celulares de melhor qualidade e com mais recursos, devido à melhoria no portfólio de produtos dos fabricantes emergentes como a Huawei e a Oppo. Nos mercados em desenvolvimento, a maioria dos usuários está evoluindo para telefones básicos melhores porque o salto para os celulares premium ainda é muito grande."

A maior disponibilidade de telefones básicos de fabricantes chineses como a Oppo, BBK e Huawei aumentou o preço médio desse tipo de aparelho em 13,5% em 2016 e está a caminho de alcançar 4% em 2017. "Acreditamos que os usuários continuarão a buscar telefones de valor mais alto neste ano, o que aumentará o preço médio. Prova disso é o lançamento do Samsung Galaxy 8 e do iPhone da Apple no seu aniversário de dez anos. Esperamos um aumento de 4% no preço médio dos celulares premium na América do Norte em 2017”, reporta Annette.

O consumo de PC atingiu seu ápice, mas as vendas desses aparelhos em médio prazo serão ameaçadas pelos custos dos componentes. Esses valores, especialmente de DRAM (um tipo de memória RAM), dobraram desde junho de 2016. “Como resultado, os fabricantes de PCs deverão aumentar os preços até o final do ano. Estimamos que o custo médio desses dispositivos crescerá 1,4%, considerando o valor atual do dólar", completa Atwal.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/07/2017
Em seis meses, telefonia móvel perdeu quase 2 milhões de chips

24/07/2017
CRM e BPO se rendem ao smartphone

12/07/2017
Sangria diminui, mas celulares seguem perdendo linhas no Brasil

10/07/2017
Anatel decide bloquear celulares piratas a partir de 28 de novembro

10/07/2017
Taiwan desliga totalmente rede 2G

07/07/2017
Senado negocia com teles e limita em dois meses saldo da internet móvel

07/07/2017
Demanda por chips de memória faz lucro da Samsung disparar

03/07/2017
Samsung remanufatura smartphone que pegou fogo

28/06/2017
Smartphone supera computador para acesso de notícias no Brasil

23/06/2017
Uber ganha destaque na tela inicial dos smartphones dos brasileiros

Destaques
Destaques

Mercado global de aplicativos vai bater nos R$ 20 trilhões em 2021

Projeções de consultoria americana indicam crescimento anual de 37% e praticamente o dobro de usuários móveis, para 6,3 bilhões, nos próximos cinco anos.

4G dispara e tráfego móvel alcançará 66 Exabytes/mês até 2022

Só no 1º trimestre foram adicionadas 250 milhões de novas assinaturas LTE no mundo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Inteligência Artificial já faz parte da sua vida

Por Eduardo Prado*

Existem aplicações que já estão dando o que falar e a IA será cada vez mais onipresente, aponta o especialista e consultor Eduardo Prado, em artigo exclusivo para o Portal Convergência Digital.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site