Home - Convergência Digital

Brasil perdeu 15,02 milhões de linhas móveis em doze meses

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 24/04/2017

Em março, a telefonia móvel apresentou queda de 15,02 milhões de linhas (-5,83%) em comparação com o mesmo mês do ano passado, revelam dados divulgados nesta segunda-feira, 24/04, pela Anatel.

De acordo com a agência, dos quatro maiores grupos, a Vivo apresentou uma pequena elevação de 726,1 mil (+0,99%). TIM, Claro e Oi registraram queda de 5,40 milhões (- 8,03%), 5,05 milhões (-7,74%) e 5,67 milhões (-11,88%). O crescimento desponta com a atuação das MVNOs Datora e Porto Seguro, que que apresentaram adição de 70,08 mil  e de 115,6 mil.

Nas tecnologias, nos últimos doze meses, o 4G (LTE) apresentou crescimento de 38,78 milhões, uma variação de 119,23%. Depois de uma queda em fevereiro deste ano, o 4G recuperou o fôlego e, em março, acrescentou 4.713.802 milhões de novos acessos. Já o 3G (WCDMA) perdeu 1,709.849 milhão de linhas ativas. A queda maior aconteceu no GSM, o 2G, com 3.234,75 milhões.

Nos últimos doze meses, todos os estados apresentaram queda na telefonia móvel exceto Roraima que apresentou crescimento de 8,08 mil linhas. Os estados que apresentaram as três maiores quedas foram Pernambuco, com redução de 1,3 milhão (-11,02%), Rio Grande do Norte, com menos 451,98 linhas (-10,74%) e Alagoas e Ceará  com queda de 10,67%.

Em março, no ranking nacional, a TIM foi a operadora que mais perdeu acessos ativos -  264,626 mil. Vivo, Oi e Claro tiveram adições positivas, respectivamente, 84.271 mil, 50.146 mil e 20.288 mil.

*Com informações da Anatel

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/03/2019
Anatel incluiu a faixa de 26GHz no leilão do 5G

20/03/2019
Anatel amplia bloqueio de celulares irregulares para 15 Estados

19/03/2019
Velocidade de download 4G oscila em todas as teles no Brasil

18/03/2019
Anatel e UIT lançam curso online de direitos do consumidor de telecom

15/03/2019
Anatel tem novo superintendente de outorga e recursos à prestação

13/03/2019
América Latina avança no uso de redes 4G com capacidades acima de 1 Gbps

12/03/2019
Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

11/03/2019
4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

11/03/2019
Anatel vai premiar operadora com melhor iniciativa pró-consumidor

11/03/2019
Oi e Vivo tiram as piores notas em pesquisa de satisfação da Anatel

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site