TELECOM

Oi descarta guerra de preços e admite que competição está muito 'brigada'

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 03/05/2017 ... Convergência Digital

A competição na telefonia móvel está bastante 'brigada' e a consolidação dos chips mudou o panorama do setor, diz o diretor de Varejos da Oi, Bernardo Winik. 'O bolso do consumidor está mais curto. Para capturar esse cliente será pela experiência do uso. Não vamos entrar numa guerra de preços. O negócio não permite", pontua em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, nesta quarta´feira, 03/05.

O lançamento do Oi Livre no pré-pago, lançado no começo de abril, já mostra que o consumidor está preferindo trocar voz por dados, mas a voz ainda tem espaço. "A proporção é de 70% de minutos por dados e 30% fazem o inverso, trocam dados por voz, o que só nos mostra o acerto da oferta. O cliente se adapta". Para o Dia das Mães, a expectativa é de um aumento de até 15% nas vendas.

A consolidação de chips é uma tendência que veio para ficar e a disputa será grande. "A concorrência, agora, é a de tirar cliente de outras operadoras pela experiência de uso. A nossa disputa é que o usuário fique com o nosso chip ativado". Com relação à recuperação judicial da Oi, Winik reitera que os usuários, no varejo, não estão afetados pela questão. "Eles estão menos sensíveis à recuperação judicial e mais ligados à melhoria da qualidade". Assistam a entrevista com o diretor de Varejo da Oi, Bernardo Winik.


"Somos perfeitos para arrecadar e péssimos para aplicar os recursos no setor"

A afirmação é do presidente da Anatel, Juarez Quadros, que diz: a LGT, hoje, está precarizada.

Plano Nacional de Conectividade estimulará um novo regulamento de qualidade

Dos 54 indicadores usados no monitoramento da qualidade dos serviços, apenas 14 são baseados na percepção do usuário.

São Paulo e Rio de Janeiro lideram desativações na telefonia fixa

No mês de maio, a telefonia fixa registrou 41.293.287 de linhas em operação, 16.931.393 para as autorizadas e 24.361.894 para as concessionárias, revelam dados da Anatel. Em 12 meses, foram quase dois milhões de linhas desativadas

Anatel impõe pagamento de R$ 63,625 milhões à Hispamar para prorrogar licença satelital

A Hispamar, que no Brasil tem joint-venture com a Hispasat, terá de pagar a mais para estender a sua licença de operação até outubro de 2030. Valorização fica em torno de 120%.

Anatel decide bloquear celulares piratas a partir de 28 de novembro

Medida vale somente para aparelhos ativados a partir de 15 de setembro, que receberão mensagens de alerta sobre a falta de IMEI. O legado - o que significa os aparelhos já ativados - não terão o sinal cortado.

Portabilidade: manter o número do celular é prioridade do brasileiro

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, foram efetivadas 644 mil (25%) transferências de operadoras de telefonia para usuários de serviço fixo e 1,93 milhão (75%) para os do serviço móvel.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G