Convergência Digital - Home

Serpro e Dataprev esperam demanda maior com cruzamento de dados

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz - 05/05/2017

O sistema de cruzamento de dados entre órgãos públicos federais, chamado de GovData, foi desenvolvido pelo Serpro e pela Dataprev, as principais estatais de TI, que são também as responsáveis pelo armazenamento das informações. Além do acesso a um único ‘lago de dados’, a plataforma oferece ferramentas de análises, estatísticas e de mineração. 

Além da promessa de acesso simples e agilidade, o uso da plataforma também se baseia em custos menores pelo serviço de cruzamento de dados, que já é feito hoje mas é pago por extração. A plataforma envolve um sistema de pacote anual, que só no Ministério do Planejamento sugere uma economia de R$ 22 milhões. Ainda assim, as duas estatais acreditam que o uso intensivo vai compensar receitas e garantir a necessária expansão da infraestrutura. 

“Certamente vai ter um impacto, mas a gente está preparado para isso aumentando o volume de serviço. Quando faz um preço melhor, aumenta o volume e consegue chegar à sua necessidade. Essa é a estratégia que estamos utilizando”, explica a presidente do Serpro, Glória Guimarães. 

Segundo ela, “hoje quem acessa paga a base de dados. Agora vai estar em ambiente único e vai pagar apenas o acesso. Como são dados maciços, certamente vamos aumentar o volume de informação, e com o volume acaba suprindo essa questão do preço. Com certeza mais órgão vão procurar, por conta inclusive do preço, que melhorou bastante.”

Para o presidente da Dataprev, André Magalhães, a iniciativa otimiza recursos e tem como objetivo final melhorar a prestação de serviços. “O importante é a otimização dos recursos e a sinergia das duas empresas, os braços operacionais. A convergência de serviços e processos. O próprio reuso dos dados, a utilização desse dado, o aumento da escala de utilização do próprio governo, vai facilitar a receita das duas empresas, vai entregar um serviço mais qualificado, mais otimizado.” Assistam a participação dos presidentes do Serpro, Glória Guimarães, e da Dataprev, André Magalhães, na CDTV, do portal Convergência Digital.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

LEIA TAMBÉM:

Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.
3ª Semana da Inovação 2017
Governo digital será uma pressão do contribuinte

Cidadão vai querer ter as facilidades do dia a dia no relacionamento com o poder público, afirma o executivo da Huawei Brasil, Rildo Santos.


Destaques
Destaques

Dataprev e Serpro vão prestar serviço pela nuvem pública

Objetivo é atender de forma unificada demandas distintas dos órgãos públicos. Empresas vão integrar orquestradores e planejam contratar serviços da Amazon, Google e Azure.

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site