SEGURANÇA

Ataques cibernéticos causaram prejuízo de US$ 280 bilhões às corporações

Convergência Digital* ... 15/05/2017 ... Convergência Digital

Os prejuízos causados por conta de ataques cibernéticos giraram em torno de US$ 280 bilhões, nos últimos 12 meses, revela pesquisa global da Grant Thornton, empresa de auditoria, consultoria e outsourcing. O levantamento destaca ainda que aumentou de 15% para 21% o número de empresas impactadas em relação ao levantamento realizado no ano passado. Apesar do maior número de atingidos, o prejuízo causado pelos ataques diminuiu frente a 2015, quando foram estimadas perdas de US$ 315 bilhões de dólares.

A perda de reputação das companhias (29%); o tempo de gestão (26%) e a perda e rotatividade de clientes (16,4%) são os principais impactos dos ciberataques nos negócios. Custos com remoção (12%); perda direta ou rotatividade (7,4%), competitividade (3,6%) e mudança de comportamento do cliente (3,1%), completam a lista. A pesquisa aponta ainda que apesar das empresas estarem cientes do risco desse tipo de ataque, 52% não investem em prevenção.

Na América Latina, grande parcela dos cibercrimes (39%) está relacionada a informações relevantes para os negócios das empresas. “No Brasil o vazamento de informações estratégicas também reflete a maior preocupação das companhias”, comenta Marcos Tondin, diretor de soluções tecnológicas da Grant Thornton. Já na zona do Euro, G7, e na América do Norte, o maior risco são referentes a danos de infraestrutura.

A extorsão virtual, quando servidores de empresas são bloqueados e seus gestores só recebem acesso novamente mediante pagamento para os criminosos, também é um dos maiores problemas na América Latina, 28,1%, ficando atrás apenas do bloco de países Asiáticos, 35,1%. Os setores mais suscetíveis a essa modalidade de ataques cibernéticos são serviços financeiros (45,8%); cuidados da saúde (23,7%); energia (23,3%); bens de consumo (22,4%); educação (22,1%); viagem, turismo e lazer (19,8%); agricultura (17,9%); setor produtivo (16,3%); tecnologia, meios de comunicação e telecomunicações (13,0%); transporte (11,3%); imobiliário e construção (6,2%) e serviços profissionais (4,8%).

A pesquisa International Business Report da Grant Thornton – The Global Impact of Cyber Crime é realizada com mais de 2500 líderes de empresas, baseadas em 36 economias.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Mais de 100 mil brasileiros acessaram novo golpe via WhatsApp

Em 48 horas, uma campanha falsa prometendo um vale-presente de R$ 500,00 nas Lojas Pernambucanas é a nova frente dos cibercriminosos para roubar dados pessoais.

Exigir resgate de dados em bitcoins configura extorsão

No Brasil, as bitcoins não são consideradas moedas virtuais pelo Banco Central e pena pelo crime- considerado de extorsão - varia entre quatro a 10 ans de prisão. Brasil não é signatário da Convenção de Budapeste e precisa de acordos individuais para combater os cibercriminosos.

Internet e mobilidade viram pesadelo no combate à fraude nos bancos

Pesquisa mostra que 60% das instituições financeiras no mundo assumem que apesar dos investimentos, haverá um aumento do prejuízo causado pelas fraudes nos próximos três anos.

WSJ: Turistas também terão que fornecer senhas, contatos e redes sociais aos EUA

Segundo o Wall Street Journal, política de "verificação extrema" deve ser mesmo estendida para quem vai aos Estados Unidos a passeio e até com origem em países considerados "aliados" como França e Alemanha.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G