Convergência Digital - Home

Governo vai comprar PaaS em nuvem pública para órgãos federais

Convergência Digital
Luís Osvado Grossmann - 16/05/2017

O governo federal tem um novo termo de referência para a contratação de serviços de nuvem pública para os órgãos públicos. Entre as alterações, foi incluída além da tradicional infraestrutura como serviço, também plataforma como serviço. 

A secretaria de tecnologia da informação previa atender pelo menos 40 órgãos federais na primeira versão, publicada em março, e com custo estimado em R$ 16 milhões. No entanto, os quantitativos foram alterados – e mesmo a descrição dos serviços, antes elencada em 60 itens, agora estão concentradas em apenas três “serviços de computação em nuvem”, “suporte técnico” e “treinamento”. 

Como explica o termo, o objetivo da licitação será a “contratação de empresa especializada (integrador) para prestação de serviços de computação de multinuvem, sob demanda, incluindo desenvolvimento, manutenção e gestão de topologias de aplicações de nuvem e o fornecimento continuado de recursos de infraestrutura como serviço (IAAS) e plataforma como Serviço (PAAS), produzidos por dois provedores distintos”.

O documento exige um “ecossistema que provê no mínimo algumas características como: i) solução de virtualização; ii) sistemas de gerenciamento de controle de acesso e identidade; iii) soluções de hiperconvergência de recursos; iv) fábricas de sustentação de software; e v) central de atendimento ao usuário vi) Infraestrutura segura e rapidamente escalável”.

O novo termo de referência pode ser conferido e comentado pelo Participa.br, neste link. As sugestões também podem ser encaminhadas para o seguinte e-mail aquisicoes-detic@planejamento.gov.br.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões

Armazenamento em nuvem entra no top 5 dos serviços críticos ao mundo

Fica atrás apenas de energia, águas limpas, transportes públicos e telecomunicações. Internet das Coisas impulsiona essa criticidade ao dia a dia.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site