INOVAÇÃO

Banco Central quer regulamentar as fintechs de crédito

Convergência Digital* ... 17/05/2017 ... Convergência Digital

O Banco Central estuda implementar uma regulação para fintechs de crédito, com objetivo de dar maior flexibilidade e adequação às empresas tecnológicas de serviços financeiros, disse à Reuters o diretor de regulação, Otavio Damaso.

"A regulamentação (das fintechs) vem para dar um contorno jurídico para vários formatos de relacionamento ou de operação dessas empresas, ora se associando (a bancos), ora trabalhando independente, cada uma vai escolher qual é o melhor modelo que se adequa ao seu negócio", afirmou o executivo. "Se a gente chegar à conclusão que tem que avançar é pra esse ano", completou.

O papel principal do BC é monitorar essa evolução para não inibi-la, disse o diretor, ressaltando por outro lado que a autoridade monetária está apta a promover alterações legais e regulatórias quando identifica benefícios para a sociedade para incentivar e para acelerar o processo de inovação.

A Autoridade Monetária tem dado especial atenção para as fintechs de crédito, que vêm crescendo no país com oferta de diferenciais que incluem isenção de tarifas, juros mais baixos e serviços de nicho."Eu acredito que há sempre espaço para expansão das fintechs de crédito e a regulação vem um pouco nessa linha, de a gente criar uma avenida para desenvolvimento com total segurança jurídica", disse Damaso.

Em apenas dois anos, o número das fintechs passou de poucas dezenas para cerca de 250, divulgou a consultoria Fintechlab em fevereiro. As fintechs de crédito criaram no fim do ano passado uma entidade do setor, a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABDC).

Segundo o diretor, uma regulação abrangeria desde fintechs que se associam a bancos para a oferta de financiamentos, como as que originam e securitizam crédito com participação de investidores institucionais e as que fazem o chamado "peer to peer", unindo tomadores em busca de empréstimos a investidores dispostos a financiá-los, sem intermediação de bancos.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Opinião
Por que devemos projetar chips no Brasil?
Rogério Moreira e Murilo Pessatti*
Opinião
BNDES e o impacto na Inovação
Cláudia Trindade Prates, João Paulo Pieroni e Luciano Machado*

Uber: São mais de 1000 decisões judiciais favoráveis ao negócio no Brasil

Diretora Jurídica da empresa, Mariana Barbosa, diz que temer a regulamentação, mas ela precisa ser 'justa para não inviabilizar o modelo de negócios'.

CADE faz estudo favorável ao Uber e sugere desregulamentação para táxis

O Departamento de Estudos Econômicos -DEE - elaborou uma nota técnica onde defende a economia de compartilhamento como benéfica para consumidores e ofertantes.

TOTVS é a única empresa de TI do Brasil em ranking global de Inovação

Estudo com 1 mil empresas que mais investem em P&D no mundo inclui outras três empresas nacionais: Petrobras, Vale e Embraer. Amazon, Alphabet (Google), Intel e Samsung lideram. Indústrias de tecnologia, automotiva e saúde concentram 61% dos aportes.

Inovação: Governo investe menos, empresas um pouco mais. Recursos caem R$ 2,8 bilhões

Dados são do MCTIC e compara 2015 a 2014. Pedidos de patentes seguem caindo no País.

TCU usa robô para fazer varredura diária de irregularidades

Alice, de ‘análise de licitações e editais’, rastreia documentos e atas do Comprasnet, o portal de compras públicas do governo federal,. Cruzamento de dados avalia valores, exigências e fornecedores para enviar alertas. 



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G