Convergência Digital - Home

Brasil é o país onde a Salesforce mais cresceu no mundo

Convergência Digital
Por Roberta Prescott - 17/05/2017

A operação brasileira da Salesforce foi a que mais cresceu no ano passado comparada com todos os demais países, mesmo com o Brasil atravessando crises econômica e política, revelou o presidente da subsidiária brasileira, Mauricio Prado. Para ele, a crise criou um acelerador para os negócios da companhia por aqui, uma vez que as empresas priorizaram melhorar a interação com seus clientes.

Mundialmente, a companhia, fundada em 1999 e uma das pioneiras na oferta de software na nuvem, pretende dobrar de tamanho nos próximos três anos, alcançando um faturamento de US$ 20 bilhões. A empresa fechou o ano fiscal 2017, encerrado em 31 de janeiro deste ano, com US$ 8,39 bilhões e espera chegar aos US$ 10 bilhões no próximo período.

O pano de fundo para a projeção otimista de crescimento é a quarta revolução industrial, que agrega tecnologias como computação em nuvem, mídias e redes sociais, mobilidade, internet das coisas e inteligência artificial. "O consumidor tem um poder brutal nas mãos e isto cria um desafio enorme para as empresas", destacou durante sua apresentação na abertura do Salesforce World Tour, realizado nesta quarta-feira 17/5, em São Paulo.

Na era em que a experiência do cliente impera, a Salesforce aposta que a mudança do sistema de relacionamento com o consumidor (CRM, na sigla em inglês), de modo a ter uma visão única e com todas os canais integrados, está na base da transformação digital das empresas. "Somos os protagonistas da transformação digital e em muitos casos temos liderado este movimento em algumas indústrias", disse Prado.

Neste sentido, Eduardo Campos, vice-presidente de engenharia de soluções da Salesforce, destacou que são cinco as transformações do software empresarial: inteligência, velocidade, produtividade, mobilidade e conectividade. Um CRM mais inteligente conta com inteligência artificial e o futuro da produtividade inclui documentos conversacionais, mobilidade, colaboração sem e-mail e trabalho em equipe online e off-line, explicou o VP.

Vencendo crises

Os anos de crises têm impulsionado os negócios da Salesforce, disse o presidente da empresa para o Brasil Mauricio Prado. Ele explicou que, entre 2008 e 2009, ou seja, período da crise financeira global, a companhia mudou de patamar, aumentando de tamanho. "As empresas precisam fazer melhor e mais rapidamente", justifica.

No Brasil, a Salesforce atua com escritório local há três anos — antes disto era somente via parceiros ou clientes que se relacionavam com a empresa diretamente nos Estados Unidos. No ano calendário 2016, a subsidiária registrou o maior crescimento entre todas as operações mundiais da companhia. "As empresas pensam em como vender mais com menos recursos e como tirar mais dos recursos que têm. Além disto, toda vez que forem interagir com clientes, precisam ser mais certeiras", explicou Prado.

A expectativa é que a operação brasileira supere os números de 2016 no ano calendário 2017 (fiscal 2018). "O momento econômico é melhor e a transformação digial está na agenda das empresas", diz Prado.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Procuram-se cientistas de dados para os bancos brasileiros

"Não adianta ter o melhor BI. O melhor Big Data. Se não houver quem saiba ler as informações", afirma Gustavo Fosse, da Febraban.

Análise de dados evita R$ 374 milhões em fraudes no seguro-desemprego

Novo sistema de Tecnologia cruza dados com FGTS, Rais/Caged e Receita Federal e desde dezembro de 2016 bloqueou cerca de 21 mil pedidos. Ministério do Trabalho estima economia em R$ 1,2 bilhão este ano.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O uso inteligente do Big Data a favor da indústria

Por Marlos Bosso*

Os impactos da revolução 4.0 são inevitáveis. Identrificar o que está por vir é o desafio dos executivos.

Produzimos mais dados do que a capacidade de armazená-los

Por Thiago Franco*

Será que a demanda digital romperá com os limites físicos dos datacenters em curto prazo? Nos últimos anos, muitos especialistas têm tentado responder a esta pergunta.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site