TELECOM

Anatel exige que Mercado Livre suspenda a venda de microcelulares

Da redação ... 17/05/2017 ... Convergência Digital

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou a retirada imediata de produtos irregulares identificados na plataforma online do Mercado Livre. O ofício recebido nesta quarta-feira, 17/05, pelo Mercado Livre é o primeiro a identificar a comercialização dos chamados microcelulares, que têm sido, de acordo com denúncias na mídia, utilizados nos presídios do país. Caso a empresa não atenda a determinação, pode ser multada pelo órgão regulador.

A área técnica da Anatel informa que não registrou nenhuma solicitação para a certificação ou a homologação de microcelulares. A homologação do produto garante ao usuário a qualidade e a segurança do aparelho e é necessária para a comercialização de celulares no país. Produtos identificados no ofício apresentaram selos de homologação falsos ou irregulares.

A Anatel, de forma frequente, verifica portais de comercio online na busca de aparelhos não homologados e encaminha ofícios para a retirada da divulgação. A ação que envolveu os microcelulares ficou sob a responsabilidade da gerência de São Paulo, pois a sede do Mercado Livre se encontra no estado.

O Superintendente de Fiscalização da Anatel, Juliano Stanzani, afirmou que "se aparecerem outras denúncias ou informações de problemas, a Anatel atuará em qualquer estado brasileiro onde estiver a origem do problema". A ação da Anatel foi motivada por reportagens publicadas no jornalismo impresso e online.


Internet Móvel 3G 4G
Chineses mostram força no mercado de smartphones

Samsung e Apple seguem à frente da liderança, mas começam a ter seguidores. A fabricante coreana tem 20,7% do mercado global de smarpthones, enquanto a americana detém 13,7%. As chinesas Huawei (9%), Oppo (8,1%) e Vivo (6,8%) cresceram.

Vivo lança planos de voz ilimitados para PMEs

Iniciativa chega ao mercado B2B e também envolve a oferta de planos de dados. Preços variam de R$ 99,99 a R$ 237.99.

Oi troca cobre por FTTH em Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Detentora da maior planta de par metálico no Brasil, a operadora planeja expandir o piloto para outras cidades onde a infraestruutra é mais crítica de qualidade.

Prestadoras de serviços de telecom investiram R$ 28 bilhões no Brasil

Receita bruta, no entanto, caiu 5% e ficou em R$ 226 bilhões. Aportes maiores foram em expansão de infraestrutura.

Disputa da TV paga com SBT, Rede TV! e SBT gera mais de 1000 reclamações à Anatel em três dias

Agência informa ainda que, em março, todos os serviços apresentaram redução nas reclamações dos usuários. NET e TIM foram as únicas que registraram aumento nas reclamações.

TCU dá 120 dias ao MCTIC para estudo sobre redução dos fundos de telecom

Para o Tribunal, descompasso entre arrecadação e uso de Fistel, Fust e Funttel está ligada à ausência de política pública para o setor. De cerca de R$ 113 bilhões arrecadados desde 1997, R$ 106 bi foram usados para cobrir outras despesas, notadamente dívida pública e Previdência.

Usuários dos serviços de telefonia, internet e TV paga pagaram R$ 64 bilhões em impostos em 2016

Total arrecadado diretamente do cidadão e transferido aos cofres públicos representa metade da receita líquida. O FUST arrecadou R$ 1,4 bilhão. O ICMS arrecadou R$ 34 bilhões.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G