TELECOM

Oi reconhece um total em dívidas de R$ 64 bilhões

Luís Osvaldo Grossmann ... 19/05/2017 ... Convergência Digital

A Oi reconhece dívidas de R$ 63,95 bilhões, conforme nova lista apresentada à 7a Vara Empresarial do Rio de Janeiro e em que pese serem listados mais de 55 mil credores, apenas nove grupos concentram quase 90% do total devido pela operadora brasileira. 

No topo estão os americanos NY Mellon e Citigroup, que representam credores com R$ 32,3 bilhões em títulos da tele em recuperação judicial. Em seguida vem a Anatel, que sozinha cobra R$ 11 bilhões em multas aplicadas e não pagas pela Oi. Banco do Brasil, BNDES, Caixa e Itaú somam outros R$ 10,5 bilhões. Com o China Development Bank (R$ 2,2 bi) e o BNP Paribas (R$ 1 bi), o montante soma R$ 57 bilhões do total. O BNDES é o único de toda a lista a contar com garantias reais.

A lista inclui vários outros bancos (Bradesco, Votorantim, Crédit Agricole, etc), além de dívidas trabalhistas de R$ 912 milhões e pendências com microempresas, apresentadas também separadamente, de R$ 68 milhões. Há ainda R$ 138 milhões em pendências com a Nokia Siemens, R$ 58 milhões com a Huawei e R$ 31 milhões com a Ericsson. 

Haverá um prazo de 30 dias para contestações à nova lista. Enquanto isso, na véspera da divulgação a 7a Vara Empresarial do Rio de Janeiro, onde corre a recuperação judicial, prorrogou por mais 180 dias a suspensão das cobranças contra a tele. Ou até que a Assembleia de credores defina o futuro da operadora. A proposta à mesa é de abatimento de 70% da dívida e a conversão do restante em até 38% da empresa. 


"Somos perfeitos para arrecadar e péssimos para aplicar os recursos no setor"

A afirmação é do presidente da Anatel, Juarez Quadros, que diz: a LGT, hoje, está precarizada.

Plano Nacional de Conectividade estimulará um novo regulamento de qualidade

Dos 54 indicadores usados no monitoramento da qualidade dos serviços, apenas 14 são baseados na percepção do usuário.

São Paulo e Rio de Janeiro lideram desativações na telefonia fixa

No mês de maio, a telefonia fixa registrou 41.293.287 de linhas em operação, 16.931.393 para as autorizadas e 24.361.894 para as concessionárias, revelam dados da Anatel. Em 12 meses, foram quase dois milhões de linhas desativadas

Anatel impõe pagamento de R$ 63,625 milhões à Hispamar para prorrogar licença satelital

A Hispamar, que no Brasil tem joint-venture com a Hispasat, terá de pagar a mais para estender a sua licença de operação até outubro de 2030. Valorização fica em torno de 120%.

Anatel decide bloquear celulares piratas a partir de 28 de novembro

Medida vale somente para aparelhos ativados a partir de 15 de setembro, que receberão mensagens de alerta sobre a falta de IMEI. O legado - o que significa os aparelhos já ativados - não terão o sinal cortado.

Portabilidade: manter o número do celular é prioridade do brasileiro

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, foram efetivadas 644 mil (25%) transferências de operadoras de telefonia para usuários de serviço fixo e 1,93 milhão (75%) para os do serviço móvel.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G