SEGURANÇA

Windows 7 foi o maior vetor de 'infecção' do WannaCry

Convergência Digital* ... 22/05/2017 ... Convergência Digital

Quase 98% dos 300 mil computadores afetados pelo ransomware WannaCry em 150 países utilizavam alguma versão do sistema operacional Windows 7, relatou o Kaspersky Lab. O WannaCry, que começou a se espalhar na sexta-feira, 12/05, e chegou também ao Brasil, ameaça bloquear arquivos de vítimas que não pagarem a soma de US$ 300 a US$ 600 dentro de uma semana da invasão.

Segundo o diretor de pesquisa da empresa, Costin Raiu, o número de máquinas com o Windows XP é "insignificante". O sistema operacional era um dos principais apontados pela facilidade da invasão, já que a Microsoft deixou de oferecer suporte a ele há cerca de três anos. O segundo sistema mais infectado foi o Windows 2008 R2 Server, responsável por volta de 1,5% dos ataques.

De acordo com o site de monitoramento Net Market Share, o Windows 7, lançado em 2009, ainda é o sistema operacional mais comum no mundo, presente em 48,5% dos computadores. Quando são analisadas apenas as máquinas com o sistema da Microsoft, esse número sobe para 54%. Isso porque o Windows está presente em 92% dos PCs do mundo, não 100%.

*Com agências internacionais


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

STF autoriza extradição de hacker que teria fraudado US$ 4,85 milhões nos EUA

Tribunal deferiu pedido do governo dos Estados Unidos para extraditar Michael Knighten, que seria integrante de um grupo de criminosos cibernéticos autodenominado Techie Group.

GhostCtrl: o malware que transforma o celular em espião

Segunda versão do GhostCtrl pode bloquear a tela do dispositivo, redefinir sua senha e também rotear o aparelho infectado.

Em dois anos, ransomware levou R$ 80 milhões

Estudo apresentado nesta terça,25/7, em duas universidades dos Estados Unidos, além da Google, investigou 34 famílias de vírus desde o início de 2016. 

Segurança da Informação: prevenir não basta mais às corporações

Empresas estão preferindo investir em métodos de detecção e repostas, mas isso exige mudança de processos e pessoas.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G