SEGURANÇA

Brasil é o segundo maior alvo de ataques na web

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/05/2017 ... Convergência Digital

O Brasil é o quarto país com mais internautas no planeta, sendo por isso natural que apareça comumente em listas de ‘top’ relacionadas à rede mundial. No caso da segurança, esse destaque é maior ainda. Segundo o novo relatório trimestral da Akamai sobre o estado de segurança na rede, o Brasil é o segundo maior alvo de ataques a aplicações web e a terceira principal origem desse tipo de ameaça.

“Os EUA continuam a ser o maior alvo de ataques, com o Brasil em segundo lugar pelo segundo trimestre consecutivo e o Reino Unido rondando os ‘top 3’”, diz o relatório. “Mas enquanto os ataques web caíram 9% nos EUA, eles cresceram 46% no Brasil e 30% no Reino Unido. Tanto a China como o Canadá caíram da lista dos top 10, substituídos por Espanha e Cingapura”, completa. 

Ainda de acordo com o levantamento da Akamai, entre o primeiro trimestre de 2016 e o mesmo período em 2017, o número de ataques a aplicações na web cresceu 35%. Nesse caso, o maior destaque foi a alta de 57% nos ataques com origem nos Estados Unidos, que já é o país que lidera também o ranking de onde surgem as ameaças. Nesse caso, dez países concentram praticamente 80% dos ataques na web: Estados Unidos (34%), Holanda (12,7%), Brasil (8,1%), China (5,5%), Alemanha (4,6%), França (4,4%), Reino Unido (3%), Rússia (2,4%), Ucrânia (2,1%) e Lituânia (1,9%).


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Golpe do cupom falso de desconto do Uber pega mais de 40 mil brasileiros

A campanha propagada por email foi identificada no sábado, dia 17, e segue ativa no país.

Golpe via WhatsApp que simula consulta para resgate do FGTS já atingiu mais de 360 mil brasileiros

Ação dos hackers é amplificado por meio de mensagens de contatos conhecidos ou de grupos do próprio WhatsApp, dizendo que as pessoas que trabalharam com carteira assinada entre 1998 e 2016 podem receber, por meio da Caixa.

Roubo de dados vai causar um prejuízo acima de R$ 26 trilhões até 2020

Estudo mostra que a quantidade de dados pessoais capturada por esses criminosos deve dobrar de tamanho rapidamente, de 2,8 bilhões neste 2017 para 5 bilhões em 2020.

Mais de 100 mil brasileiros acessaram novo golpe via WhatsApp

Em 48 horas, uma campanha falsa prometendo um vale-presente de R$ 500,00 nas Lojas Pernambucanas é a nova frente dos cibercriminosos para roubar dados pessoais.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G