INOVAÇÃO

Meninas criam aplicativo para falar de ansiedade e crise de pânico

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 23/05/2017 ... Convergência Digital

Larissa, Paula, Elaine, Juliana e Letícia. Elas usaram a tecnologia para falar de temas superdelicados, mas que são cada vez mais comum entre os jovens no Brasil: a ansiedade e a crise do pânico.

Alunas do Oi Nave, que forma jovens para a economia digital e criativa, no Rio de Janeiro, elas usaram todo o tempo possível - mais de 10 horas por dia - para criar o aplicativo, batizado de Love Pills. A mão na massa começou com um trabalho de pesquisa, que obteve mais de duas mil respostas.

O app participou do Technovation Challange, uma competição internacional, realizada em São Paulo.Terminou a disputa em 4º lugar e as meninas não ficaram com o prêmio: uma ida ao Vale do Silício. Mas desistir não faz parte dos planos dessas meninas. Elas querem mais. Assistam.


Cloud Computing
Google terá cabo submarino 100% privado na América Latina

Iniciativa que é a primeira de uma companhia não especializada em Telecomunicações, vai interligar a Califórnia ao Chile. Objetivo é reduzir a latência dos serviços prestados na nuvem.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Algar Tech cria a Duda, sua plataforma de Inteligência Artificial

Plataforma está sendo usasda em atendimento via apps de mensageria no processo de renegociação de dívidas, que passou a ser 100% sem interferência humana.

Inovação que dá certo é a que une a grande empresa à startup

A burocracia é um grande entrave à inovação, mas o ponto mais crítico é a falta de interação entre o mercado e as boas ideias das startups, observam Rafael Duton e Alexandre Castro, do Oito, da Oi.

Oi investe em startups para ter 'inovação correndo nas veias'

Empresa ativou o Oito, hub de empreendedorismo e inovação no Rio de Janeiro.

Intel: Brasil fica fora dos mercados de IA, IoT e 5G se olhar apenas para o 'próprio umbigo'

"Não há como ser um ator global sem produzir tecnologia para a exportação", advertiu o diretor-geral,Maurício Ruiz. Empresa quer se redimir dos erros e garantir o protagonismo no 5G. Sobre produção local, mesmo com o boom das memórias, o executivo diz ser 'muito difícil'.

Satélite 100% elétrico da Eutelsat já está em serviço

Capacidade de banda KU será utilizada para oferecer serviço de TV em tempo real para passageiros em voo.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G