TELECOM

TV paga: Record,SBT e RedeTV! oferecem 'desconto', mas acordo ainda parece distante

Convergência Digital* ... 25/05/2017 ... Convergência Digital

Reportagem do jornalista Daniel Castro, do Notícias da TV, no UOL, revela que a Simba, empresa criada pela Record, SBT e RedeTV! para vender seus sinais digitais à TV paga, mudou sua estratégia comercial diante da posição fechada das operadoras de TV a cabo de não pagar pelo sinal. Após o fiasco da guerra deflagrada em março, quando as três redes cortaram seus sinais das principais operadoras, a Simba agora está oferecendo um "desconto" de 90% no preço que pedia há dois meses.

Contratado para substituir o banqueiro Marco Gonçalves nas negociações com as operadoras, o ex-presidente da Sky Ricardo Miranda está sugerindo a cobrança de um valor próximo a R$ 1,50 por assinante pelo pacote com as três redes. A proposta, que ainda não foi formalizada, equivale a 10% do que a Simba queria em abril, R$ 15,00 por assinante, custo semelhante ao de pacotes premium, como HBO e Telecine.

O preço de R$ 1,50 ainda é considerado caro para as operadoras. Se aplicado a toda a base de assinantes do país, significaria um custo extra de R$ 28,5 milhões por mês,ou R$ 342 milhões a menos nos balanços anuais. Montante representativo para uma indústria que nunca pagou para distribuir emissoras abertas (em alguns casos, até cobra), cujos sinais podem ser captados por quaisquer antenas. Além disso, é um custo que não podem repassar ao assinante. As operadoras já sinalizaram que aceitam pagar apenas alguns centavos pelas três redes.

Com a contratação de Ricardo Miranda, a Simba adotou um discurso mais conciliatório. Deixou de lado a estratégia belicosa representada na figura de Marco Gonçalves, um especialista em fusões e aquisições com fama de negociador duro, implacável.Record, SBT e RedeTV!, desde a deflagração da guerra, perderam até 30% da audiência na Grande São Paulo, principal mercado do país, enquanto as operadoras tiveram baixas irrelevantes na base assinantes.

As redes já recuperaram parte da audiência perdida, mas ainda enfrentam resistência no mercado publicitário, que quer os telespectadores mais qualificados da TV paga. Mais afetada, a Record perdeu a liderança no Ibope em programas como o Balanço Geral e a vice-liderança em sua principal faixa de novelas, a das bíblicas. Ricardo Miranda está sendo visto pelas operadoras como um bom interlocutor. Como é um profissional que conhece o mercado, não está propondo "invencionices". Está oferecendo apenas os sinais da Record, SBT e RedeTV!, e não de canais que a Simba promete criar no futuro.


Internet Móvel 3G 4G
TSE lança atendimento virtual por mensagens diretas no Twitter

Canal vai oferecer informações como verificar a situação eleitoral, fazer o download no formato pdf ou imprimir o documento de quitação eleitoral e consultar o local de votação.

AmericaNet: Não faz sentido ter de construir rede por conta de direito de passagem

Inovação é a palavra-chave para a operadora competitiva competir no mercado de telecom, diz o vice-presidente da AmericaNet, José Luiz Pelosini. Ele lamenta que aspectos regulatórios inviabilizem a expansão dos negócios. "Compartilhamento ainda é um entrave".

Use Telecom: "Não conseguimos um real sequer do BNDES e da FINEP"

André Costa, CEO da operadora, com atuação na Bahia e no Sergipe, diz que o governo cobra muito e devolve pouco. Sobre o compartilhamento é taxativo: "O acordo entre a Anatel e Aneel pelos postes não é praticado em nenhum lugar do Brasil".

TIM abre laboratório para projeto de rede do Facebook na América Latina

Operadora será responsável pelo primeiro Telecom Infra Project Community Lab ("Laboratório Comunitário TIP") da região.

Faltam dinheiro e apoio para a construção de rede no Brasil

"Falta apoio dos órgãos públicos, falta financiamento acessível, falta vontade de fazer", diz Rui Gomes, CEO da UMtelecom, empresa que atua na Região Nordeste.

Juarez Quadros: "Estamos prontos para arbitrar disputas pelo compartilhamento"

O presidente da Anatel admite que para as operadoras competitivas há mais dificuldades para celebrar acordos com as concessionárias, mas diz que é preciso levar o embate para o órgão regulador.

Teles afirmam que bloqueio de celular em presídios é exigência inconstitucional

Em nota, o SindiTelebrasil adverte que o Supremo Tribunal Federal já decidiu sobre o tema em leis dos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. Se o PL 3019/15 for aprovado no Senado, as operadoras terão de instalar, manter e gerenciar os sistemas.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G