GOVERNO » Legislação

Dados pessoais: Empresas de software dizem que agência de proteção é mal necessário

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/07/2017 ... Convergência Digital

Pelo menos uma parte das empresas de tecnologia que atuam no país defende a criação de um órgão regulador da proteção de dados no país, ainda que igualmente sustentem a menor regulamentação possível nesse campo. Como apontou o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Software, Francisco Camargo, em debate na comissão que avalia os projetos de lei sobre o tema, uma agência pode pairar acima da barafunda de regulamentações. 

“Não é uma solução boa. Mas face a complexidade da legislação brasileira, para evitar qualquer dúvida ou falta de segurança jurídica, talvez tenha que ser criada uma agência de proteção de dados. Uma agência tipo Anac, Anatel, uma coisa de dados, uma agência pequena mas que regulamentasse o fluxo de dados, a segurança de como os dados tem que ser armazenados”, afirmou. 

Para a entidade, mais importante é que o Brasil encontre um meio-termo entre o laissez-faire americano e a regulação mais forte do modelo europeu para se beneficiar de ambos os mercados. “O fluxo internacional de dados é que vai gerar as novas cadeias de valor no mundo e a gente tem que se inserir nessas cadeias. Temos que conseguir uma coisa pragmática, que sem perder mercado americano, para onde vão 45% das vendas hoje, a gente possa também estar no mercado europeu”. 

Ainda segundo o presidente da ABES, o ponto fraco nas questões de privacidade é o próprio usuário. “Boa parte dos problemas de privacidade no Brasil decorrem de falhas do próprio usuário. O usuário que conta a vida dele no Facebook, que permite tirar fotos íntimas num celular. Então tem uma tarefa importante de educação.”


Serpro repudia acusação de venda de dados pessoais

Estatal diz nunca ter repassado conteúdo ao site 'Consulta Pública', 'congelado' por uma ação do MPF do Distrito Federal. Sustenta ainda que não vende 'secretamente' dados de pessoas naturais ou jurídicas.

Apps de e-gov não pedem consentimento e coletam mais dados do que precisam

Segundo estudo do InternetLab com aplicativos federais e de São Paulo, nenhum dos aplicativos pede consentimento expresso e metade não possui qualquer política de privacidade.

Anac autoriza Secretaria de Patrimônio da União usar drones para fiscalização

Licitação para a compra de equipamentos pelo governo deverá acontecer a partir do final de maio. Drones vão ser usados para fiscalizar uso irregular de áreas de praia, margens de rios, terrenos de marinha e espelhos d'água, dentre outros bens públicos de propriedade da União.

CDES quer prioridade para proteção de dados e transformação digital

O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) recomendou ao governo que garanta dotação orçamentária adequada e mecanismos de acompanhamento da digitalização do setor público.

Serpro estuda redução de jornada para cobrir eventual reoneração da folha

Informação veio através de comunicado da diretoria da empresa no Rio de Janeiro, que alega que a folha de pagamentos já alcança 70% da receita líquida e não teria como voltar a assumir um aumento de 20% na tributação pela folha.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G