GESTÃO

TVs de tubo e PCs de mesa viram sucata eletroeletrônica

Convergência Digital* ... 02/08/2017 ... Convergência Digital

As TVs de tubo estão virando sucata com a chegada da TV Digital e lideraram, no primeiro semestre, o lixo eletroeletrônico recolhido pela Coopermiti, especializada em reciclagem, em São Paulo. Houve ainda um aumento dos desktops, que estão sendo substituídos por smartphones, tablets e notebooks. 

O descarte regular de eletrônicos possibilita se livrar de objetos antigos que ocupam espaço e acumulam poeira em casa, além de ser positivo para o meio ambiente. Estes equipamentos podem liberar materiais como Mercúrio, Cádmio, Cobre, Cromo, entre outros que, caso dispostos em aterros não licenciados e controlados, podem contaminar o solo e atingir o lençol freático, causando grande impacto à natureza.

O serviço da Coopermiti, que conta com postos de coleta espalhados pela cidade, é gratuito, exceto para descarte de resíduos que possuam contaminantes, neste caso é cobrada uma pequena taxa de destinação – basta acessar o site da cooperativa para saber onde entregar os aparelhos que precisam ser descartados corretamente. A cooperativa também realiza trabalho conjunto com empresas que possuem equipamentos sem uso ou quebrados.Mais informações:www.coopermiti.com.br/

Veja o ranking:

1° Sucata de Eletroeletrônicos - 18.623
2° Sucata Televisor CRT - 11.815
3° Sucata Computador Desktop - 11.216
4° Sucata Impressora - 10.029
5° Sucata Monitor CRT - 7.941



SEFAZ-SP elege outsourcing para atualizar infraestrutura de TI

Empresa de TI nacional, Cast Group, é responsável pela alocação de profissionais especializados para atender o ambiente de TI, responsável, entre outros, pela nota fiscal paulista.

EFD-Reinf é obrigatória para empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões

Receita Federal ressalta que todos os contribuintes obrigados ao eSocial a partir de janeiro/2018 também estão obrigados à EFD-Reinf.

Anatel reduz orçamento para 2019

Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, valor proposto para custeio ficou abaixo dos R$ 200 milhões. Em 2018, sem contar despesas de pessoal, orçamento foi de R$ 205 milhões.

SAP e Oracle não decolam nas médias empresas. TOTVS não avança nas grandes

Inteligência analítica - resultado das aplicações de BI e de BA - é responsável por boa parte do lucro dos principais fabricantes de software no Brasil. Em ERP, Totvs, SAP e Oracle dominam o mercado com 81%. Em IA, IBM e Microsoft aparecem no top 5, mas bem atrás das rivais.

Linux segue 'engolido' pelo Windows. Cobol sustenta mercado entre programadores

Open source estagnou em 16% nos sistemas operacionais de servidores e o Windows cresceu para 75%. Nas linguagens de programação, o VB.Net é líder e aparece bem à frente da Java. Em banco de dados, a Microsoft 'surra' a Oracle nos usuários finais, mas rival vira o jogo nas empresas.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G