INOVAÇÃO

Finep cria plano para renegociar dívidas de empresas ligadas à Inovação

Convergência Digital* ... 03/08/2017 ... Convergência Digital

A Finep, braço de fomento do MCTIC, anunciou nesta quarta-feira, 02/08, o Plano de Recuperação de Crédito para renegociar dívidas de empresas inovadoras e garantidores cujos contratos com estejam com cobrança judicial em andamento por mais de cinco anos.

Pela primeira vez, a agência lança um pacote de renegociações e vai até o devedor para facilitar os acordos. Quem se adequar ao plano poderá parcelar o saldo devedor recalculado e receber descontos de até 100% em multa e encargos moratórios.

"Queremos auxiliar as empresas neste momento econômico difícil. A Finep e seus clientes são parceiros e têm um objetivo comum: investir em atividades de base tecnológica que agreguem valor ao País", disse o diretor financeiro da Finep, Ronaldo Camargo.

Segundo a Finep, os saldos devedores de contratos das empresas enquadradas serão recalculados a partir da data do ajuizamento da ação de cobrança até a data de adesão da empresa ao plano, utilizando-se os seguintes parâmetros de cálculo: correção do saldo devedor por TJLP; aplicação de spread de 1% a.a; multa de 10% sobre saldo devedor; e encargos moratórios de 1% a.a.

Após o recálculo do saldo devedor, serão oferecidos descontos progressivos de acordo com o número de parcelas do financiamento. Os descontos em multa e encargos moratórios vão variar de 100% a 75%. O valor poderá ser pago em até dez anos. "Vamos achar caminhos que sejam ágeis e confortáveis para todos e superar essa situação conjuntural", disse o presidente da Finep, Marcos Cintra.

Cada renegociação dura em média seis meses. O objetivo é reduzir o tempo do processo pela metade. As empresas interessadas em aderir ao plano deverão enviar correspondência formal protocolada na Finep no prazo de 90 dias contados a partir desta quarta (2). Casos que não se enquadrem nas condições do plano serão analisados à parte.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Opinião
Por que devemos projetar chips no Brasil?
Rogério Moreira e Murilo Pessatti*
Opinião
BNDES e o impacto na Inovação
Cláudia Trindade Prates, João Paulo Pieroni e Luciano Machado*

Agronegócio: 'Falta um waze para o agricultor'

A afirmação é do presidente da Agrotools, Fernando Martins, observando que há um grande potencial para startups inovarem no Brasil.

Uber: São mais de 1000 decisões judiciais favoráveis ao negócio no Brasil

Diretora Jurídica da empresa, Mariana Barbosa, diz que temer a regulamentação, mas ela precisa ser 'justa para não inviabilizar o modelo de negócios'.

CADE faz estudo favorável ao Uber e sugere desregulamentação para táxis

O Departamento de Estudos Econômicos -DEE - elaborou uma nota técnica onde defende a economia de compartilhamento como benéfica para consumidores e ofertantes.

TOTVS é a única empresa de TI do Brasil em ranking global de Inovação

Estudo com 1 mil empresas que mais investem em P&D no mundo inclui outras três empresas nacionais: Petrobras, Vale e Embraer. Amazon, Alphabet (Google), Intel e Samsung lideram. Indústrias de tecnologia, automotiva e saúde concentram 61% dos aportes.

Inovação: Governo investe menos, empresas um pouco mais. Recursos caem R$ 2,8 bilhões

Dados são do MCTIC e compara 2015 a 2014. Pedidos de patentes seguem caindo no País.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G