GOVERNO » Política Industrial

Governo ajusta nacionalização de componentes em celulares com incentivo fiscal

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/08/2017 ... Convergência Digital

O governo federal publicou uma nova portaria com ajustes no Processo Produtivo Básico dos telefones celulares, como costuma fazer de forma quase anual, para ajustes especialmente nas obrigações de nacionalização de componentes. Desta vez, as principais mudanças foram na redução de quantitativos em memória e a dispensa de placas flexíveis. 

O principal impacto para a indústria foi a redução de 40% para 30%, para o ano de 2016, da fabricação dos circuitos integrados de memórias. Por enquanto, 2017 e 2018 permaneceram com 50% e 60%, respectivamente. No caso das placas flexíveis, acabaram dispensadas pela ausência de produção nacional. 

São ajustes recorrentes no PPB dos celulares, a partir do que o governo tenta forçar os fabricantes e do que houve efetivamente de resposta. A única surpresa para o mercado foi a demora da publicação da nova portaria, que passou até das datas (31/7) para entrega dos relatórios à Sepin/MCTIC. 

O efeito das PPBs se restringe aos aparelhos fabricados no país que contam com os benefícios fiscais da Lei de Informática, notadamente a redução no IPI em troca de investimentos em pesquisa. 


Receita desestimula a inovação e o empreendedorismo

Movimento de articulação do ecossistema empreendedor, o Dínamo lançou um manifesto para contestar a regulação da tributação dos rendimentos decorrentes dos contratos de participação de investimento-anjo.

Governo simplifica vida do cidadão e dispensa reconhecimento de firma

Decreto do governo desobriga ao cidadão de reconhecer firma de documento já existente em base de dados. Burocracia será substituída por uma 'Carta de Serviços'. Nova norma foi publicada no Diário Oficial da União.

BNDES tem novo modelo de financiamento em infraestrutura

No lugar dos empréstimos-ponte, banco vai adotar “empréstimos sindicalizados”, ou seja, concedidos por um conjunto de bancos. Instituição torce para o interesse de bancos estrangeiros nesses negócios.

GovData marca início da gestão centralizada da TI no governo

Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações vai subsidiar e intermediar o acesso às informações guardadas por Serpro e Dataprev, em modelo de assinatura anual à plataforma. O ministério de Desenvolvimento Social e Agrário fez um piloto e o tempo de análise de dados, que era de 40 dias, caiu para um dia.

Governo terá plataforma única para cruzamento de dados no Poder Executivo

Planejamento chegou a proibir os órgãos federais de contratarem soluções de Big Data e Analytics para evitar dispersões.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G