Home - Convergência Digital

Vivo libera compartilhamento de Internet para ampliar a base no pré-pago

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 10/08/2017

O mercado pré-pago é relevante para a Vivo e a operadora quer fidelizar a sua base e avançar sobre as dos rivais. Uma das ações criadas é o compartilhamento de internet, onde será possível doar Internet para outro assinante do plano Vivo e Controle.

"Internet que sobra para alguém, pode estar faltando para outro. Esse é um serviço que é inédito no Brasil - e vimos poucos parecidos no mundo. Entendemos que é preciso gerar valor para incentivar o consumo de dados", sinaliza o vice-presidente B2C da Vivo, Marcio Fabbris, em entrevista ao portal Convergência Digital.

Não há a intenção, pelo menos nesse momento, de estender essa facilidade para os clientes dos planos pós-pago. "Não detectamos a demanda nesses clientes", reporta Fabbris. O desenho dessa oferta para o pré-pago, acrescenta ainda o executivo, é uma estratégia para ampliar a base pré-paga, fidelizar esses clientes e também avançar na base dos rivais. "O pré-pago tem papel relevante no nosso negócio", diz Fabbris.

O serviço já está disponível a partir desta quinta-feira, 10/08, com a transferência da Internet sendo feita pelo aplicativo Meu Vivo. Fabbris não quis dar projeções de adesão ao novo produto. "Mas acreditamos na boa repercussão. Isso é proporcionar com a franquia o modelo da economia compartilhada", ressalta o VP de B2C da Vivo.

O mínimo a ser compartilhado é 50MB e o usuário pode distribuir todo o saldo disponível ou apenas uma parte, para quantas pessoas quiser. Pelo Meu Vivo, também é possível ver o histórico de compartilhamentos. Quem receber internet poderá compartilhar novamente parte ou toda a internet que ganhou com outros amigos e familiares, sempre respeitando o mínimo de 50MB por compartilhamento.

A validade da internet compartilhada é até as 23:59 do dia seguinte ao recebimento. O compartilhamento está disponível gratuitamente para todos os clientes pré-pagos Vivo Turbo e para usuários de planos Controle. Já os usuários da Vivo Turbo R$ 7,99/semana podem pedir internet, mas não podem compartilhar. Mais informações em www.vivo.com.br.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/10/2017
Telefônica desconfia do interesse da China Telecom na Oi

17/10/2017
Vivo investe em bônus de dados no pós-pago para streaming e apps essenciais

11/10/2017
Vivo cria plataforma para ser a operadora dos gamers no Brasil

10/08/2017
Vivo libera compartilhamento de Internet para ampliar a base no pré-pago

02/08/2017
Vivo ativa banda larga de ultra velocidade em cidades de SP e Pernambuco

26/07/2017
Para Telefônica, revisão da LGT depende da política e deve ficar para 2018

25/07/2017
Vivo lança voz sobre LTE e faz piloto da tecnologia no roaming internacional

18/07/2017
Vivo testa IoT para controle de consumo de energia em SP

13/07/2017
Vivo ativa laboratório aberto de IoT no Rio de Janeiro

11/07/2017
TJRJ condena Vivo por protestar cliente que não contratou serviço

Destaques
Destaques

Teles projetam 100 milhões de 4G até o fim de 2017

Em outubro, a conta é de que já existiam 95 milhões de acessos em 4G, contra 92 milhões de 3G. Expectativa é de que o LTE represente 80% dos acessos em 2018.

Migração total do 2G exige smartphones mais baratos

Para o Sinditelebrasil, preço dos aparelhos é barreira para os 36 milhões de usuários que ainda têm acessos GSM. Acessos 4G superaram os 3G em outubro.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Teles Tradicionais X Especializadas: o dilema para a IoT

Por Fábio Trindade

M2M e a Internet das Coisas são elementos centrais no debate das novas tecnologias que formarão o futuro em torno da 5G e continuarão em crescimento vertiginoso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site