INTERNET

E-mail supera o Facebook como serviço online mais usado no país

Ana Paula Lobo* ... 17/08/2017 ... Convergência Digital

Condenado à extinção por especialistas, o e-mail apareceu como o serviço online mais usado no Brasil, seguido pelo Facebook. Não apenas o e-mail é o serviço online mais usado no Brasil, mas também é o mais importante para quase metade dos entrevistados da pesquisa feita pela empresa de segurança Avast com 652 brasileiros.

O levantamento mostra ainda um resumo das contas que os brasileiros dizem valer R$ 350 ou mais. O Comércio Eletrônico aparece com 48,8%, seguido de perto pelo WhatsApp com 44,8% e pelo Dropbox ou outra conta de armazenamento na nuvem, com 43,3%. O LinkedIn aparece com 41,4%, o Facebook, com 39,7%, o Twitter com 38% e o Snapchat com 30,2%.

Um dado curioso da pesquisa: apesar de ser apontado como o serviço online mais usado, o e-mail aparece com apenas 35,6% entre os serviços que valem mais de R$ 350,00, perdendo para o comércio eletrônico, para o WhatsApp, para o Dropbox, para o LinkedIn, para o Facebook e Twitter.

Com relação à segurança da informação, três a cada cinco brasileiros (61%) não estão confiantes de que seus dados pessoais estão seguros. O estudo mostra que 17% dos entrevistados assumiram que foram afetados por uma violação de dados e outros 23,9% dos brasileiros disseram que não têm certeza de que seus dados estavam incluídos em uma violação.

O relatório destaca também que aproximadamente metade dos brasileiros (45,9%) nunca muda suas senhas após serem informados de uma violação de dados. E entre os que fazem algo, 68,4% mudam as senhas do site invadido mas não as de outros websites.

*Com informações da Avast













PL de Dados Pessoais tem de olhar para as pequenas e médias empresas

Equilíbrio deve ser a palavra-chave da legislação de forma a assegurar o desenvolvimento tecnológico. "Não temos só as grandes companhias", adverte Ciro Freitas, advogado da Pinheiro Neto.

Economia digital: 'Sem dados, regulamentação fica muito emocional'

A afirmação é do professor da FGV e ex-conselheiro e superintendente-geral do CADE, Carlos Ragazzo. Segundo ele, falta uma discussão estruturada sobre a regulamentação de novas tecnologias no país.

BRFibra: ISPs fazem o trabalho das operadoras, mas faltam backbones e sistemas DWDM

"Ter a fibra óptica no acesso não é tudo. Precisamos ter condições de distribuir as informações", observa o José Paulo Linné, presidente da BRFibra Telecomunicações.

Em 12 meses, internet fixa ganhou 1,5 milhão de novas conexões

A alta foi de 5,92% no período. Brasil tem 28,1 milhões de acessos ativos a internet fixa. Provedores Internet responderam por 66% dessas novas conexões.

PEC inclui acesso à Internet entre os direitos fundamentais

Medida, aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal, será analisada por uma Comissão Especial a ser criada. Irá ainda a Plenário para votação.

Revista Abranet 22 . set/nov 2017
Veja a Revista Abranet nº 22 Reforma trabalhista: impactos para os ISPs. Conheça o novo cenário e saiba o que muda para as empresas de Internet. E mais: Os robôs chegaram pra valer; A incerteza dos 450 MHz; TIC Educação: o papel dos provedores.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G