Convergência Digital - Home

Depois do Serpro, Dataprev também vai abandonar o Expresso

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 11/09/2017

Co-responsável no governo federal pela implantação das contas de correio eletrônico “seguro”, a Dataprev também vai abandonar o Expresso. Segundo a estatal, com a descontinuidade do desenvolvimento do email pelo Serpro, vai partir para múltiplas ofertas. 

“Começamos a prospectar várias soluções. Queremos nos posicionar no mercado como provedor de nuvem. A ideia é ter um cardápio diversificado e quem escolhe é o cliente. Tem mercado para Zimbra, Outlook Web Access, várias soluções”, diz o superintendente de operações da Dataprev, Helton Moreira. 

No projeto de se tornar o grande provedor de ‘nuvem’ ao governo federal, a estatal deverá dedicar o datacenter de Brasília principalmente a esta finalidade. Enquanto isso, mantém-se em processo de certificação internacional dos três centros – no Rio de Janeiro e São Paulo, além do instalado na capital. 

Está em passo avançado na certificação Tier III do Uptime Institute e em dois anos terá o carimbo de ‘TI verde”. “Só os datacenters do Itaú e da Telefônica são Tier III no nível máximo, de operação, no Brasil. E também seremos o primeiro órgão público com TI Verde”, afirma Moreira. 

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

LEIA TAMBÉM:
Destaques
Destaques

Mercado de computação em nuvem foi de R$ 2,25 bilhões no Brasil

Estudo da ABES mostra que o segmento registrou uma expansão de 47,4% em 2016, tendo como base os dois principais serviços - Software como Serviço (SaaS) e PaaS (plataforma como Serviço). O segmento de análise de dados faturou US$ 809 milhões

Armazenamento em nuvem entra no top 5 dos serviços críticos ao mundo

Fica atrás apenas de energia, águas limpas, transportes públicos e telecomunicações. Internet das Coisas impulsiona essa criticidade ao dia a dia.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.

Criando uma arquitetura analítica para o futuro

Por Stephen Rigo*

O custo de não ter a arquitetura analítica adequada é alto, já que esse fator pode gerar problemas de incompatibilidade, governança, segurança, falta de acordos de nível de serviço, escalabilidade e problemas de extensibilidade.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site