Home - Convergência Digital

Empresas caçam profissionais sêniores para projetos de Internet das Coisas

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 11/09/2017

Um estudo, produzido pela provedora de comunicações por satélite Inmarsat, revela que 94% dos entrevistados no Brasil relataram que precisavam de pessoal adicional de nível sênior e estratégico com habilidades para definir os objetivos e as prioridades para implantações de Internet das Coisas.

Esse número diminui apenas um pouco quando comparado à América Latina, 86% − já a média global é de 76%. Além disso, 91% dos entrevistados brasileiros identificaram uma falta de pessoal com experiência em nível de gerência em implantações de IoT (em LATAM, a média foi de 85%, e, globalmente, 72%) e, para 97% dos brasileiros faltavam habilidades na entrega prática de soluções de IoT para garantir que as soluções funcionassem como se pretendia (91% em LATAM e 80% globalmente).

A falta de pessoal com habilidades focadas em IoT também se estende a disciplinas técnicas específicas. O estudo destaca que 81% dos entrevistados brasileiros e 74% dos latino-americanos relataram que necessitavam de pessoal adicional experiente em cibersegurança para lidar com a vasta quantidade de dados gerados pelas soluções de IoT; 28% dos brasileiros, 40% dos respondentes de latino-americanos e 46% dos globais identificaram um déficit de pessoal com experiência em análise e ciência de dados; e 34% tantos dos brasileiros quanto dos latino-americanos (e cerca de metade - 48% - globalmente) careciam das habilidades de suporte técnico necessárias para tornar seus projetos de IoT bem-sucedidos.

Em relação ao status de implementação de IoT, 52% das organizações brasileiras que responderam à pesquisa revelaram já estar em andamento com o processo de implementação das soluções. Quando comparadas às respostas latino-americanas, somente 38% já estão avançadas nesse processo. Quando perguntados sobre os principais desafios enfrentados em relação a IoT, os brasileiros identificaram segurança como a principal barreira (58%), seguidos de falta de conhecimento interno de seus profissionais (55%), da complexidade da infraestrutura de TI já existente (52%) e dos custos elevados (45%). Problemas com conectividade (45%), falta de visão para o potencial dessa tecnologia (42%) e de sua prioridade (39%) também foram aspectos mencionados.

"Existe um reconhecimento claro por organizações de todos os setores de que IoT desempenhará um papel fundamental na transformação digital e na capacidade de obter uma vantagem competitiva. Mas, para que isso aconteça, as empresas precisam contar com os conjuntos de habilidades corretas e, como nossa pesquisa demonstra, muitos hoje se encontram sem a equipe qualificada necessária para essa transformação. A menos que este déficit de habilidades seja devidamente resolvido, existe o risco de os projetos de IoT falharem e as empresas estarão abertas a novas ameaças à segurança, colocando um freio indesejado na inovação", completou o presidente da unidade corporativa da Inmarsat, Paul Gudonis

Em relação ao status de implementação de IoT, 52% das organizações brasileiras que responderam à pesquisa revelaram já estar em andamento com o processo de implementação das soluções. Quando comparadas às respostas latino-americanas, somente 38% já estão avançadas nesse processo. Quando perguntados sobre os principais desafios enfrentados em relação a IoT, os brasileiros identificaram segurança como a principal barreira (58%), seguidos de falta de conhecimento interno de seus profissionais (55%), da complexidade da infraestrutura de TI já existente (52%) e dos custos elevados (45%). Problemas com conectividade (45%), falta de visão para o potencial dessa tecnologia (42%) e de sua prioridade (39%) também foram aspectos mencionados.

Para o relatório "The Future of IoT in Enterprise – 2017" da Inmarsat, a empresa especialista em pesquisa de mercado Vanson Bourne entrevistou 500 decisores em TI de grandes organizações nas regiões das Américas, EMEA e APAC.  O micro site de pesquisa pode ser visualizado e o relatório pode ser baixado aqui: research.inmarsat.com.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/06/2018
FINEP lança ação de fomento de R$ 1,5 bilhão para financiar programas de IoT

19/06/2018
TIM ativa rede comercial de Internet das Coisas em 700 Mhz

18/06/2018
Gastos globais com internet das coisas crescerão acima dos 13% até 2022

14/06/2018
BNDES lança chamada de R$ 20 milhões para projetos de IoT

24/05/2018
Proposta da Anatel reduz alíquota do Fistel a zero e amplia uso do Fust

24/05/2018
BNDES anuncia três linhas para financiar internet das coisas

24/05/2018
Plano prevê moratória tributária de 10 anos para IoT

17/05/2018
IoT precisa resolver questões de ordem social, econômica e legal

02/05/2018
American Tower cria centro nacional de desenvolvimento de IoT para suportar rede LoRa

02/05/2018
Brasil terá uma rede de Internet das Coisas da American Tower

Veja mais artigos
Veja mais artigos

eSocial desafia a rotina dos Recursos Humanos

Por Juliana Andrade*

Chegou a hora de as empresas tirarem proveito da robotização, especialmente, na análise de cadastros para observar se há ou não alguma informaçaõ que destoe da atualidade. O regime fiscal online exige a reparação dos dados.

Destaques
Destaques

Flexibilização no trabalho: prática bem longe da realidade no Brasil

Pesquisa mostra que 75% dos brasileiros ainda trabalham no formato tradicional: no escritório e no horário comercial. Estudo mostra ainda que 58% das empresas não fornecem recursos suficientes para viabilizar o home office.

Juízes do Trabalho: Reforma trabalhista só vale depois da sua entrada em vigor

Decisão foi tomada por mais de 700 juízes e desembargadores. Para eles, a Lei 13.467/2017 só deve valer para processos e contratos iniciados após 11 de novembro de 2017, quando a legislação entrou em vigor.

Lei Trabalhista: TST decide que demissão só pode ser homologada no sindicato

Tema é controverso, mas o ministro Alexandre Agra Belmonte decidiu em setença que "se o empregado tiver mais de um ano de serviço, o pedido de demissão somente terá validade se assistido pelo seu sindicato".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site