GESTÃO

Aché desenvolve plataforma própria em infraestrutura SAP Hana

Por Roberta Prescott e Lucas Machado ... 19/09/2017 ... Convergência Digital

Depois de atualizar o ERP para o SAP Hana, em uma implantação que durou quatro meses e envolveu 140 pessoas, o Aché desenvolveu uma plataforma, denominada Lims, para fazer a gestão automatizada do controle de qualidade de seus laboratórios.

Conforme contou o gerente de tecnologia e sistema do Aché, Leandro Roldão, em entrevista em vídeo, durante o SAP Fórum 2017, realizado nos dias 12 e 13 de setembro, o Lims foi feito em cima do Hana e levou oito meses, entre 2015 e 2016, para ser criada. Agora, o laboratório planeja a segunda fase do projeto que fará integração com os equipamentos de qualidade de indústria e inserirá mobilidade.

A área de tecnologia do Aché tem, atualmente, cem pessoas e está contratando. No momento, são 13 vagas abertas e até o fim de setembro outros 15 postos serão abertos. No projeto Lims, foram envolvidas 20 pessoas tanto da TI como de negócios e para a migração do SAP ECC que estava na versão 6.0 e com a atualização mais antiga para o Hana houve o envolvimento de 140 pessoas. A atualização do ERP levou quatro meses e contou com mais quatro parceiros, além da SAP. Confira a entrevista:


Governo tem versão 2018 do ePING

Padrões de interoperabilidade são obrigatórios para todos os órgãos federais integrantes do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação.

Entenda o impacto da Lei complementar 157/16 no setor de Telecom

Legislação traz segurança jurídica às empresas, sustenta o advogado e coordenador do Comitê Tributário da ABDTIC, Luiz Roberto Peroba.

Novo ciclo da tecnologia é oportunidade real para as PMEs no Brasil

Para Marcia Ogawa, que lidera a área de tecnologia, mídia e telecomunicações da consultoria Deloitte, demanda crescente de internet deve ampliar fatia de provedores regionais. 

Lei 157 encerra conflito ICMS X ISS nos serviços de TICs

Para o coordenador do Comitê Tributário ABDTIC, o advogado Luiz Peroba, a Lei Complementar 157/2016, que atualizou a lista dos serviços sobre os quais incide o ISS, impede, agora, que Estados queiram bitributar os serviços.

EFD-Reinf: não é só o eSocial que vai mudar a gestão da sua empresa

As corporações que não estiverem preparadas para a transmissão online das informações vão estar sujeitas a multas que podem chegar a 300% do valor pago indevidamente ao Fisco.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G