Home - Convergência Digital

Anatel prevê as faixas de 1,5 GHz, 2,3 GHz e 3,5 GHz para o 5G

Convergência Digital - Carreira
Por Roberta Prescott - 20/09/2017

A Agência Nacional de Telecomunicações calcula que o Brasil precisa entre 69 a 400 megahertz de espectro para alocar as necessidades da 5G, IMT Advanced. Em apresentação durante o Painel TeleBrasil, Tarcísio Aurélio Bakaus, coordenador de planejamento de espectro e assuntos internacionais da Anatel, disse que algumas faixas foram identificadas, citando 1,5 GHz, 2,3GHz e 3,5 GHz.

De acordo com ele, a gestão do espectro deve ser feita sob a ótica do que será alocado e realocado ao serviço que mais necessita e tendo em vista que a escassez de espectro é um problema técnico com implicações econômicas e de desenvolvimento do País.

Com relação à quantidade de necessária de espectro, Bakaus explicou que se chegou ao montando após estudar cinco cenários, usando o modelo russo de cálculo de espectro. "Temos de estudar mais. Não batemos o martelo. É preciso estudar caso do País, alguns cenários, decidir e seguir em frente. O caso é que precisamos de mais faixas e isto é inevitável. Temos de trabalhar juntos para criar bom cenário regulatório", afirmou.

Bakaus disse que poderia haver uma coexistência do LTE-Advanced em 3400-3600 MHz com TVRO em 3625-4200 MHz no Brasil, mas que, devido à baixa qualidade dos receptores poderia haver problemas. Na agenda regulatória da Anatel, constam 59 projetos regulatórios a serem iniciados ou aprovados até o fim de 2018, sendo 20 deles relacionados à gestão de espectro, incluindo faixas para IMT (1,5 GHz; 2,3 GHz; 3,5 GHz) e espectro compartilhado.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/10/2017
Ericsson: Não haverá 5G sem uma boa base do 4G

06/10/2017
Brasil ganha laboratório dedicado a controle de drones

04/10/2017
Huawei: não adianta pensar em 5G sem uma boa base do 4G

22/09/2017
Governo: Internet das Coisas não acontecerá sem Telecomunicações no Brasil

22/09/2017
Lei trabalhista: terceirização da mão de obra segue como prática ilícita

22/09/2017
Brasil precisa investir R$ 200 bi para expandir a banda larga

22/09/2017
Cidade Digital terá prioridade de investimentos no plano de conectividade

21/09/2017
Claro Brasil: Modelo é o culpado pelo fracasso da interiorização da banda larga

21/09/2017
TIM Brasil: Sem aumento da receita, não há como ampliar os investimentos

21/09/2017
O PL 79 é uma correção de rumo. A hora é de desconstruir o setor

Destaques
Destaques

4G mostra força diante da expectativa pelo 5G

Na América Latina,o crescimento das conexões LTE foi expressivo e a participação da tecnologia deve chegar a 28% até dezembro, alcançando 198,6 milhões de conexões ativas. No mundo, foram 2,37 bilhões de assinaturas LTE, um impulso de 59% de junho de 2016 a junho de 2017.

Classes C, D e E endossam o uso da banda larga móvel no Brasil

A pesquisa TIC Domicílios mostra que nas classes de menor poder econômico o acesso à Internet está acontecendo de forma exclusiva pelo celular. Nas classes A e B há uma divisão entre celulares e PCs.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Inteligência Artificial já faz parte da sua vida

Por Eduardo Prado*

Existem aplicações que já estão dando o que falar e a IA será cada vez mais onipresente, aponta o especialista e consultor Eduardo Prado, em artigo exclusivo para o Portal Convergência Digital.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site