TELECOM

Novo plano de banda larga prioriza fibra óptica nas cidades sem rede

Luís Osvaldo Grossmann e Pedro Costa ... 20/09/2017 ... Convergência Digital

Está pronta a minuta de Decreto com as diretrizes para investimentos em redes de telecomunicações. A ideia dos técnicos do MCTIC é colocar em consulta pública assim que houver definição de agenda do ministro Gilberto Kassab, o que é esperado acontecer ainda na primeira quinzena de outubro, com data provisória no dia 10. O marco central é a determinação de que a prioridade será a construção de redes de transporte em fibra óptica naqueles municípios onde elas ainda não existem. 

“O critério preferencial é de localidades que ainda não têm atendimento, não tem backhaul de fibra, que não têm rede 3G ou 4G. Dentre essas cidades, a priorização será em função da maior população potencial beneficiada”, afirmou o diretor do departamento de banda larga do MCTIC, Artur Coimbra, durante o Painel Telebrasil 2017.

Ele faz questão de ressaltar que essa diretriz não deve ser confundida com a implantação de redes nas maiores cidades. “A prioridade não será levar rede para a Avenida Paulista. Não é São Paulo, Rio ou Belo Horizonte, mas cidades que não têm rede. Pelos mapas do Ipea isso significa cidades no Norte e no Nordeste”, emendou.

Como ele mesmo admite, o critério encontra resistências do Tribunal de Contas da União. “O receio do TCU é que estejamos levando redes onde as operadoras já levariam naturalmente. Mas não é isso, porque todos os projetos envolvidos são aqueles que envolvem VPL negativo.” 

Nessa linha, as principais diretrizes são: 1) cidades, vilas e aglomerados rurais que ainda não disponha de infraestrutura [backhaul de fibra]; 2) redes de acesso em banda larga móvel [vilas, aglomerados rurais, rodovias federais com, no mínimo, tecnologia 3G, cidades pelo menos 4G]; 3) redes de acesso em banda larga fixa. 

Coimbra sustenta que as diretrizes valem para quais sejam os recursos que vierem a estar disponíveis. Mas admite que no momento o principal instrumento nesse sentido é o PLC 79/16, que prevê a adaptação de concessões em autorizações. “O Decreto não vai esperar a aprovação do projeto, mas a definição de diretrizes deve facilitar a aprovação do PLC 79/16”, disse.Assistam a entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital.


AmericaNet: Não faz sentido ter de construir rede por conta de direito de passagem

Inovação é a palavra-chave para a operadora competitiva competir no mercado de telecom, diz o vice-presidente da AmericaNet, José Luiz Pelosini. Ele lamenta que aspectos regulatórios inviabilizem a expansão dos negócios. "Compartilhamento ainda é um entrave".

Use Telecom: "Não conseguimos um real sequer do BNDES e da FINEP"

André Costa, CEO da operadora, com atuação na Bahia e no Sergipe, diz que o governo cobra muito e devolve pouco. Sobre o compartilhamento é taxativo: "O acordo entre a Anatel e Aneel pelos postes não é praticado em nenhum lugar do Brasil".

TIM abre laboratório para projeto de rede do Facebook na América Latina

Operadora será responsável pelo primeiro Telecom Infra Project Community Lab ("Laboratório Comunitário TIP") da região.

Faltam dinheiro e apoio para a construção de rede no Brasil

"Falta apoio dos órgãos públicos, falta financiamento acessível, falta vontade de fazer", diz Rui Gomes, CEO da UMtelecom, empresa que atua na Região Nordeste.

Juarez Quadros: "Estamos prontos para arbitrar disputas pelo compartilhamento"

O presidente da Anatel admite que para as operadoras competitivas há mais dificuldades para celebrar acordos com as concessionárias, mas diz que é preciso levar o embate para o órgão regulador.

Teles afirmam que bloqueio de celular em presídios é exigência inconstitucional

Em nota, o SindiTelebrasil adverte que o Supremo Tribunal Federal já decidiu sobre o tema em leis dos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. Se o PL 3019/15 for aprovado no Senado, as operadoras terão de instalar, manter e gerenciar os sistemas.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G