Home - Convergência Digital

Profissional do futuro é um análogo do canivete suíço

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 26/09/2017

As novas tecnologias estão refazendo o perfil do profissional e quem não mudar corre o risco de desaparecer, advertiu o consultor Marcos Semola, ao participar de seminário que discutiu o uso da Inovação e da Tecnologia na Educação, na 15ª do Rio Info.

Segundo ele, o departamento de Recursos Humanos tradicional - que funciona numa caixinha - vai estar sempre ligado às empresas tradicionais. "Vão sempre cumprir ordens", observa. As corporações mais antenadas nem têm mais RH. Elas contratam profissionais capacitados para cumprir o papel de atrair, motivar, preparar e dar suporte ao funcionário para que ele cumpra as suas funções da melhor maneira possível.

O perfil do novo chefe também passa por mudanças, disse Semola. Mais que chefe, esse profissional é um líder que não pode temer os seus funcionários. "Não há mais lugar para o chefe que quer obediência dos seus comandados. Se ele agir assim, vai morrer sozinho no departamento", preconizou. E numa analogia, compara o profissional do futuro ao canivete suíço: esse especialista terá de ter capacidades polivalentes. Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/04/2019
Governo confirma que vai fazer ajustes no eSocial

22/04/2019
Aneel implanta curadoria e quer simplificar o ‘informatiquês’ para a LGPD

21/04/2019
STJ se adequa à LGPD e admite que houve ajustes de TI

21/04/2019
Desafio do Serpro é ser menos Governo

17/04/2019
Governo descarta redução, mas promete simplificação da carga tributária

17/04/2019
BRQ: Desafio imediato do Brasil é escalar 1 milhão de novos trabalhadores para TICs

15/04/2019
Sem profissionais qualificados, Brasil pode esquecer a transformação digital

12/04/2019
O profissional do futuro de TI é alguém que ninguém conhece

11/04/2019
Mudanças no eSocial reforçam liderança da Receita Federal

05/04/2019
Votorantim Cimentos leva iniciativa de IoT do Brasil para o mundo

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Formação de mão de obra, que já sofre para atender a demanda, vai ficar longe dos 70 mil novos empregos por ano. IoT, Big Data e segurança são áreas de maior demanda.

Salários em TICs são três vezes maiores que a média nacional

Em software e serviços, onde estão 75% das vagas das empresas de tecnologia da informação, remuneração média em 2018 foi de R$ 5 mil, contra R$ 1,8 mil do salário médio nacional.

TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

Segundo o presidente da Contic, Edgar Serrano, atualização do marco legal de telecom e a criação do Sistema S das TICs são medidas de transformação digital sem impacto fiscal.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site