Home - Convergência Digital

Governo de SP lança edital para contratar app de transporte

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 26/09/2017

O governador Geraldo Alckmin anunciou, nesta terça-feira, 26/9, a publicação de edital de licitação para contratação de aplicativo de transporte para deslocamento de servidores públicos e assinou decreto para redução de 25% da frota de automóveis. A economia total que se espera alcançar com estas medidas é de R$ 57 milhões por ano.

A frota do Estado será reduzida de 7.375 para 5.509 veículos de serviço à disposição da Administração Estadual, representando uma redução de 25% do total, ou 1.866 carros a menos. Destes, 1.479 veículos próprios serão leiloados, o que reduzirá R$ 35,1 milhões de despesas por ano e deverá arrecadar R$ 11,3 milhões com o leilão. "Com a redução do número de carros, mais o que será arrecadado com o leilão dos veículos, serão quase R$ 70 milhões de reais", ressaltou o governador.

Serão reduzidos apenas os veículos de uso administrativo, excluindo então as viaturas policiais, ambulâncias e outros especiais de atendimento direto à população. Atualmente 443 veículos locados já estão sendo devolvidos, além do cancelamento de contrato de 338 motoristas terceirizados, possibilitando economia de R$ 29,5 milhões por ano.

De acordo com o comunicado, a contratação de aplicativos será para atender as Secretarias de Governo, Planejamento e Gestão, Fazenda e Casa Civil. As demais Secretarias terão prazo de 60 dias para se adequar ao novo modelo. Ficarão fora as agências reguladoras, as empresas estatais não dependentes, as universidades e a Fapesp.

Serão dois contratos, um para deslocamentos na cidade de São Paulo e outro na Região Metropolitana de São Paulo, podendo ser a mesma empresa vencedora dos dois. Este modelo de contratação se fez necessário em razão das regulamentações do setor serem diferentes nos municípios. Estima-se uma rodagem de 438,6 mil km por ano na capital e de 77,4 mil km por ano na RMSP.

Segundo o Estado, serão declaradas vencedoras as empresas que apresentarem, por meio de pregão eletrônico, o menor preço unitário por quilômetro rodado. Estima-se que a prestação de tais serviços, quando a alternativa for expandida para toda a administração, custe R$ 7,5 milhões anualmente. Para elaboração deste edital, foi realizada consulta pública que contou com contribuições de empresas e entidades do setor. A assinatura do contrato deve acontecer até o fim de outubro deste ano, com início de operação prevista para novembro. O edital será publicado nesta quarta-feira, 27/09, no Diário Oficial do Estado.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/06/2018
Google Play não tem que pagar cliente que teve conta invadida

18/06/2018
Marcio Mattos assume comando da empresa nacional M2M Solutions

12/06/2018
Liga de futebol da Espanha usa celulares para espionar transmissão de jogos

11/06/2018
Netflix, Spotify e Deezer são os serviços mais acessados no smartphone

28/05/2018
Apps de e-gov não pedem consentimento e coletam mais dados do que precisam

11/05/2018
Governo adota aplicativo para fiscalizar e agilizar obras

07/05/2018
Brasileiros buscam smartphones entre R$ 700 a R$ 1.220,00

03/05/2018
TIM fecha com You Tube, amplia uso das OTTs e libera VoIP ilimitado

27/04/2018
Rio vai cobrar 1% das corridas de Uber, Cabify e demais apps

24/04/2018
Simsimi: app é proibido no Brasil depois de Inteligência Artificial não funcionar como deveria

Destaques
Destaques

Brasil ativa 72 novos celulares 4G por minuto em maio

No quinto mês do ano, 3,2 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 116 milhões de acessos ativos. Ao levar em conta os acessos fixos e móveis, o País soma 237 milhões de acessos ativos.

4G estará em dois terços dos acessos da América Latina até 2022

Projeções da GlobalData são de que as operadoras ainda buscam o retorno dessa tecnologia e que as primeiras ofertas de 5G só chegarão em 2021.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A IA vai virar a economia de "cabeça para baixo" como um tsunami!

Por: Eduardo Prado *

O impacto só não vai ser mais ser mais rápido nas economias dos países por causa da falta de mão de obra de Inteligência Artificial por conta da carência de especialistas como cientistas de dados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site