GOVERNO » Legislação

Justiça atende 77% dos processos que pedem acesso à informações

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/09/2017 ... Convergência Digital

Um levantamento da Artigo 19, ONG de defesa de direitos à informação e comunicação, com base em processos em cinco tribunais brasileiros, identificou que o Judiciário atendeu nos últimos anos 77% dos pleitos em processos relacionados à Lei de Acesso à Informação. 

“Se por um lado o poder Judiciário é o mais opaco dos Poderes quando se trata da adequação de seus próprios órgaõs à Lei de Acesso à Informação, por outro tem se mostrado sensível à importância da LAI ao analisar os casos judicializados envolvendo o acesso à informação. Isso se refletiu em uma maioria de decisões favoráveis ao acesso à informação nos tribunais analisados – 77% dos casos tiveram desfecho favorável”, conclui o estudo. 

No levantamento foram identificadas 250 ações que tramitaram no Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal de Justiça de São Paulo, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS). Foram pesquisados julgados desde a entrada em vigor da Lei de Acesso à Informação, em 16 de maio de 2012 até 22 de fevereiro de 2017, data em que foi feita a seleção dos processos. 

O relatório da Artigo 19 destaca ainda que “mesmo em alguns casos em que a decisão foi desfavorável, ministros e desembargadores salientaram a importância da Lei de Acesso à Informação para a efetivação da democracia no país. As cortes superiores em especial destacaram o papel deste importante instrumento para a mudança do paradigma de sigilo que permeia poder público brasileiro em todas as instâncias”.

O documento pontua, no entanto, que à despeito da importância do conceito em si, “o interesse público não esteve tão presente nas discussões judiciais quanto poderia”, especialmente no caso das decisões consideradas desfavoráveis, nas quais “pôde-se observar uma maior relação com a ausência de debate quanto ao interesse público no caso concreto”.


Governo retoma piloto de IoT com chips para coleta de dados

Governo criou um comitê interministerial para integrar as políticas de RFID às do Plano Nacional de Internet das Coisas. Iniciativa, parada há três anos por falta de consenso, batizada de SINIAV, começa a sair do papel com pilotos em Pernambuco e no município de Santo André, em São Paulo.

Governo discute se IoT é valor adicionado ou Telecomunicações

"Há prós e contras e precisamos analisar bem para definirmos a melhor governança", diz o diretor do MCTIC, José Gontijo. Sobre Internet das Coisas, Gontijo é taxativo: O Brasil não pode adiar mais uma definição sobre Lei de proteção de Dados Pessoais.

Reforma tributária: Telecom fica na categoria do imposto seletivo

Em entrevista à Newsletter da Telebrasil, reproduzida pelo Connvergência Digital, o deputado Luiz Carlos Hauly, do PSDB/PR, explica que a sua proposta elimina 10 tributos.

Fazenda e Receita insistem e querem o fim da desoneração da folha em 2017

Área econômica insiste que a desoneração trouxe mais prejuízos do que benefícios aos cofres públicos. TICs ficam fora dos segmentos contemplados em nova proposta do Governo.

André Borges: Plano de banda larga não existe porque não há dinheiro

"É muito temerário afirmar que tantas cidades vão ser cabeadas quando não temos dinheiro para saber quando isso vai acontecer", atestou o secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G