INOVAÇÃO

TOTVS: É hora de fomentar startups que queiram ir além do Brasil

Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos ... 29/09/2017 ... Convergência Digital

Ir além de ser mais uma aceleradora ou um coworking instalado no Brasil para fomentar à inovação. Esse é o grande objetivo do iDEXO, instituto sem fins lucrativos, criado pela TOTVS. A proposta é conectar startups, empreendedores e desenvolvedores a grandes empresas para buscar novas soluções de negócios.

"A ideia é fazer com que o ecossistema de clientes participe muito. As oportunidades só virão com os clientes aderindo ao movimento", observou o CEO da TOTVS, Laércio Cosentino, nesta sexta-feira, 29/09, durante evento para o lançamento do iDEXO. O instituto é visto como uma etapa crucial na jornada da TOTVS para a transformação digital. "A TI tradicional precisa mudar", reforçou.

Para assegurar igualdade e a decisão de a TOTVS não ser a 'dona' das ações do iDEXO, não há no plano a possibilidade de a empresa vir a ser sócia das startups. "Não é o nosso modelo. Não vamos fazer isso. É daqui para o mundo".

O iDEXO contará com programas de capacitação de empresas. Com duração de três meses, a iniciativa será dividida em dois segmentos. O primeiro, batizado de Private Sprint, é voltado para ajudar grandes empresas a inovar e resolver problemas internos. O segundo, chamado Launch Camp será direcionado aos empreendedores. A seleção das startups começa em novembro.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Cosentino diz que iniciativa privada tem de assumir seu papel para permitir ao Brasil se inserir na Inovação. "Governos mudam e têm a missão deles. Nós temos a nossa". O executivo enfatiza ainda que é o momento que o Brasil precisa criar startups que olhem além do Brasil. Os valores investidos no iDEXO não foram revelados. Assistam.


Cloud Computing
Com quórum, CADE retoma processo milionário contra IBM por compra da Red Hat

Processo administrativo contra a IBM foi aberto no final de junho e multa pode chegar a R$ 60 milhões. IBM também enfrenta uma renegociação de contratos com o governo federal. Corte sugerido nos contratos é o mesmo da Microsoft: 35%.

Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

Rede varejista está com inscrições abertas para o seu primeiro pitch day de serviços digitais. "Queremos todos os tipos de startups", avisa a gerente do Magazine Luiza, Juliana Silva.

Só a inovação tira o Rio de Janeiro da estagnação econômica

A afirmação é do presidente do TI Rio, Benito Paret. Segundo ele, o Estado do Rio de Janeiro tem de buscar novos caminhos e eles passam pela inovação.

Petrópolis terá sensores IoT para prevenção de enchentes

Iniciativa é um projeto-piloto de cidades inteligentes, em parceria com o BNDES e com a ENEL, e começa a ser implantado no começo de 2020, revela o secretário de Desenvolvimento do município, Marcelo Fiorini. "Política pública não pode ser projeto político. Ela é de longo prazo", observa o executivo.

Startup cria software para detectar interações perigosas entre máquinas e homens

Até então incubada na UFF, no Rio de Janeiro, a Displace desenvolveu um software para proteger o homem na rotina da indústria 4.0. A ideia atraiu a atenção de grandes empresas, entre elas, a Ambev.

Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

Linha vai apoiar projetos em internet das coisas, big data, computação em nuvem, segurança digital, robótica avançada, manufatura digital e aditiva, inteligência artificial e digitalização.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G