Home - Convergência Digital

Governo segue sem consenso sobre a MP complementar à Lei Trabalhista

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 11/10/2017

O governo analisa a possibilidade de criar uma Contribuição dos Acordos Coletivos na regulamentação que fará da reforma trabalhista, disse nesta terça-feira (10/10) o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, após participar de audiência pública na Câmara dos Deputados. "Imposto sindical obrigatório, nunca mais", afirmou.

Ele explicou que o imposto sindical não deixou de existir, mas deixou de ser obrigatório, conforme recomenda a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Paralelamente, explicou, está em avaliação a proposta de se criar essa nova contribuição, que serviria para "subsidiar despesas da convenção coletiva".

Esse é um dos pontos em aberto na "possível Medida Provisória" (MP) que o governo elabora para regulamentar pontos da reforma trabalhista. O Executivo se comprometeu a enviar essa MP acatando algumas propostas de senadores à matéria, num acordo que permitiu a aprovação, pelo Senado, do texto que havia passado na Câmara, sem modificações.

Essa MP, porém, ainda não está pronta, nem tem data para tal. Há um mês, o presidente Michel Temer recebeu presidentes de centrais sindicais e indicou que a proposta estaria pronta em cerca de 30 dias. "Estamos dialogando: o Ministério do Trabalho, a Casa Civil, o movimento sindical, os empregadores e a base governista", disse o ministro. "Procuramos observar com muita atenção cada ponto enviado pelo Senado como sugestão e buscamos o consenso", completou.

Fonte: COAD

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/11/2017
Kassab adverte à Oi: Sem solução de mercado terá intervenção

22/11/2017
Modelo de desoneração da folha não é consenso entre as entidades de TI

22/11/2017
Para Brasscom, desoneração da folha obrigatória arrecada mais do que a opcional

22/11/2017
Call centers preveem o fim imediato de 120 mil empregos com a reoneração da folha

17/11/2017
Fenainfo: exportadoras de software têm de pagar 20% de imposto no Brasil

06/11/2017
Governo promete MP para cumprir acordo e garantir Lei trabalhista

26/10/2017
AGU quer solução geral para a Oi, mas não tratou com credores privados

24/10/2017
Governo tira TI e Call Center da desoneração da folha de pagamento

11/10/2017
Orçamento mais baixo da história é catastrófico para Ciência e Tecnologia

11/10/2017
Governo segue sem consenso sobre a MP complementar à Lei Trabalhista

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Novas profissões - e inusitadas- que prometem bombar em TI

Surgem oportunidades para 'detetives de dados', 'corretor de dados pessoais', 'facilitador da TI', 'gestor de negócios de Inteligência Artificial', entre outras. Saiba o que vão fazer esses especialistas.

Nove profissões que vão estar em alta até 2030

Uma delas é o 'policial digital', que vai investigar fraudes, furtos, quebra de reputações usando dados, algoritmos e software.

Pessoas selam o sucesso ou o fracasso da transformação digital

Sem funcionários engajados, a estratégia tende a fracassar, pontua o vice-presidente do Gartner, Cassio Dreyfuss.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site