SEGURANÇA

Dataprev se integra à rede global privada de VoIP para combater os ataques cibernéticos

Convergência Digital* ... 17/10/2017 ... Convergência Digital

A Dataprev passou a integrar a INOC-DBA, do inglês Inter-Network Operation Center Dial By Autonomous System Number, rede VoIP exclusiva e de âmbito global, que será utilizada para agilizar procedimentos de comunicação entre equipes de tratamento de incidentes nacionais e internacionais, durante a gestão de crises de ataques cibernéticos.

A empresa é representada pela Comissão de Tratamento de Incidentes em Redes Computacionais da Dataprev (CTIR), coordenada pela Coordenação de Inteligência e Defesa de Segurança de Informações (COID) e vinculada à Coordenação-Geral de Segurança de Informações (CGSI).

“Muitas vezes é possível identificar com precisão as origens de ataques e, desta forma, poderemos notificar as equipes dessas redes, reduzindo o tempo de mitigação para o incidente de segurança”, explica o coordenador de Inteligência e Defesa de Segurança de Informações, Fabio Chiara.

Fazem parte da rede instituições públicas e privadas como Banco Central, Banco do Brasil, Algar e Banco Bradesco, entre outros. Segundo Chiara, o canal também poderá fomentar a troca de conhecimento técnico-científico entre as equipes acerca de algum evento adverso ou anomalias nas redes das entidades e, também, na internet brasileira.

Ao participar do INOC-DBA, a Comissão de Tratamento de Incidentes em Redes Computacionais da Dataprev (CTIR) terá à disposição uma ferramenta rápida, simples e sem custos, que lhe permitirá estabelecer comunicação com um conjunto de sistemas autônomos e com a equipe do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert.br).



Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Novo golpe do boleto já distribuiu quase 300 mil e-mails no Brasil

Malspam (spam malicioso) foi criado especialmente para vítimas brasileiras, revela a Unit 42. Os boletos falsos são para roubar dados, senhas e nomes de usuários.

Tokelau, com 1,5 mil habitantes, é o domínio mais usado para golpes

Código de país da ilha polinésia, ‘.tk’, é largamente utilizado para golpes na rede, segundo pesquisa global sobre phishing.

Golpe do 14º salário no WhatsApp atinge 770 mil brasileiros

Os golpistas pedem para o usuário conferir se tem direito a um dinheiro extra.

Brasil sofre 55% dos ataques de ransomware na América Latina

Segundo números divulgados pela Kaspersky Lab, esse tipo de ameaça registrou aumento de 30% entre 2016 e 2017.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G