SEGURANÇA

Dataprev se integra à rede global privada de VoIP para combater os ataques cibernéticos

Convergência Digital* ... 17/10/2017 ... Convergência Digital

A Dataprev passou a integrar a INOC-DBA, do inglês Inter-Network Operation Center Dial By Autonomous System Number, rede VoIP exclusiva e de âmbito global, que será utilizada para agilizar procedimentos de comunicação entre equipes de tratamento de incidentes nacionais e internacionais, durante a gestão de crises de ataques cibernéticos.

A empresa é representada pela Comissão de Tratamento de Incidentes em Redes Computacionais da Dataprev (CTIR), coordenada pela Coordenação de Inteligência e Defesa de Segurança de Informações (COID) e vinculada à Coordenação-Geral de Segurança de Informações (CGSI).

“Muitas vezes é possível identificar com precisão as origens de ataques e, desta forma, poderemos notificar as equipes dessas redes, reduzindo o tempo de mitigação para o incidente de segurança”, explica o coordenador de Inteligência e Defesa de Segurança de Informações, Fabio Chiara.

Fazem parte da rede instituições públicas e privadas como Banco Central, Banco do Brasil, Algar e Banco Bradesco, entre outros. Segundo Chiara, o canal também poderá fomentar a troca de conhecimento técnico-científico entre as equipes acerca de algum evento adverso ou anomalias nas redes das entidades e, também, na internet brasileira.

Ao participar do INOC-DBA, a Comissão de Tratamento de Incidentes em Redes Computacionais da Dataprev (CTIR) terá à disposição uma ferramenta rápida, simples e sem custos, que lhe permitirá estabelecer comunicação com um conjunto de sistemas autônomos e com a equipe do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert.br).



NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Identidade digital: cada vez mais sensível para o seu negócio

Com sistemas ainda mais aprimorados e tecnologias que entregam leituras perfeitas de imagens, empresas do setor financeiro – e de outras áreas sensíveis na sociedade – deverão desenvolver uma vasta teia de informações sobre o cliente. Tecnologias como a leitura facial, de íris e de digitais devem, no médio prazo, se tornarem imperceptíveis.

MPDF abre investigação sobre vazamento de 2 milhões de dados de clientes da C&A

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal, a própria empresa admitiu ter sido alvo de um ciberataque no Brasil. Entre as informações vazadas estariam o número do CPF, e-mail, valor adquirido e outros.

Gastos globais com segurança vão crescer 12,4% em 2018

Questões relacionadas à privacidade puxam investimentos, que vão passar de R$ 450 bilhões.

Os robôs já chegaram ao centro de operações de Segurança

Mas eles nunca vão substituir os homens na resposta aos incidentes, mesmo com o uso de certas técnicas de inteligência artificial. "Há um exagero muito grande com o uso dessa tecnologia", adverte o vice-presidente de pesquisas do Gartner, Augusto Barros.

Governo lidera e 40% dos sites brasileiros não são seguros

Levantamento feito pela BigData Corp, a pedido da Serasa, indica que pelo menos 7,2 milhões de endereços não possuem certificado de criptografia SSL. Percentual é alto mesmo em sites que fazem transações financeiras.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G