INCLUSÃO DIGITAL

Venda de televisores empurra indústria de eletrônicos

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/11/2017 ... Convergência Digital

O desempenho da produção industrial como um todo é pouco animador, como bem reflete o crescimento de apenas 0,2% sobre agosto, mês que registrou recuo de 0,7%. Ainda assim, o segmento de eletroeletrônicos viu o que comemorar na alta acumulada de 4,7% nos nove primeiros meses do ano. Mas como destacou o próprio IBGE, são os televisores os principais responsáveis pelo resultado. 

Na pesquisa mensal da indústria, o Instituto marcou os aparelhos de TV como terceira principal influência positiva do setor este ano, atrás apenas dos automóveis e de petróleo/ferro. E de fato os números específicos desse segmento são os melhores na análise da associação nacional de fabricantes de eletrônicos. 

Ao avaliar o desempenho do primeiro semestre, a Eletros aponta para um crescimento de 27,7% na venda de televisores, bem acima da média geral do segmento, que foi de 18,5% quando incluída a linha branca (fogões, geladeiras, etc) e os eletroportáteis. Nesse quadro, o principal impulso veio mesmo da venda de 5,07 milhões de aparelhos de TV entre janeiro e junho. 

Esse movimento continua, guiado pela troca de aparelhos induzida pelo fim dos sinais analógicos de TV. Como aponta o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), “em setembro, o crescimento de 11,7% de bens de consumo duráveis se deveu, em grande medida, ao crescimento obtido pela fabricação de automóveis (+26,4%), seguida pelo grupamento de eletrodomésticos da ‘linha marrom’ (+19,3%)”. 

Segundo avalia a Eletros, há muito campo pela frente. “No Brasil 46,5 milhões de TVs ainda são de tubo. Esse dado tem sido tratado de forma relevante pelas empresas que atuam no varejo como grande oportunidade de conversão de venda para as primeiras telas ‘finas’, geralmente, de 32”, 40” ou 48” (equivalente a 80% do mercado) e que poderão ser adquiridas aproveitando um momento de substituição do sinal analógico pelo digital.”


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Viasat: TCU controla viabilidade de acordo com Telebras

Segundo a vice presidente da empresa, Lisa Scapone, a demanda existe e pode ser medida pelo Gesac, mas operação comercial no Brasil depende dos ajustes no contrato para uso do satélite nacional.

PC fica cada vez mais distante da população mais pobre no Brasil

Dados do IBGE revelam que os mais pobres do País trocaram os PCs pelos celulares e tablets. A proporção da população com acesso à internet no domicílio passou de 67,9% em 2016 para 74,8% em 2017.

Parceira da Telebras amplia WiFi via satélite no México para áreas urbanas

Dois anos depois de começar a explorar banda larga satelital em áreas remotas do país, como promete fazer no Brasil, a empresa americana Viasat anuncia conexões de 100 Mbps e preços para competir com internet fixa.

Para TCU, políticas desconexas desperdiçam dinheiro com inclusão digital

Ao citar a política de Banda Larga, Tribunal observa que a falta de coordenação gera redundância, falta de isonomia e obstáculos à oferta de serviços.

CPFL: É preciso predisposição para se ter um consenso no uso dos postes

"Não é fácil, mas é preciso existir um alinhamento. Estão todos do mesmo lado", diz o diretor da CPFL, André Luiz Gomes.

Swap de fibras é mandatório para levar banda larga em regiões desassistidas

Compartilhamento de infraestrutura é essencial para reduzir custos e definir modelos de negócios nas cidades onde as teles não investiram, observa o CEO da UmTelecom, Rui Gomes.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G