Convergência Digital - Home

Big data será ativo de análise antitruste

Convergência Digital
Roberta Prescott e Pedro Costa - 08/11/2017

O big data entrou na pauta da análise concorrencial. Em debate no 31º Seminário Internacional ABDTIC, que acontece em São Paulo, Vinícius Marques de Carvalho, professor da USP, advogado e ex-presidente do CADE, levantou a questão de como as agências antitruste estão avaliando o tema. "A discussão cabe na medida em que big data é um ativo concorrencial", destacou. Mas como dados pessoais e big data devem ser analisados a partir da perspectiva antitruste?

Para Carvalho, até agora, a defesa da concorrência estava muito acostumada a lidar a partir do lado do mercado que se cobra, ou seja, a concentração de mercado em relação a captação de anunciantes, por exemplo. Mas, quando se tem acesso a um serviço, de graça, o produto é a pessoa e as autoridades de defesa da concorrência estão atentas e perceberam que precisam também fazer a análise do lado no qual o preço é zero. E o ativo que tem de ser analisado é o big data.

Contudo, reitera Carvalho, é preciso avaliar até que ponto big data é ativo tão essencial para competir nos mercados. "Em tese, é recurso não exclusivo e não rival. O fator de um usar não diminui a quantidade para a outra pessoa. O acesso a dados pessoais não é difícil nem raro", disse. Para ele, a vantagem competitiva real não está nos dados pessoais, mas na capacidade das empresas de lidar com os algoritmos para criar produtos, para resolver problemas ou para atender as necessidades do consumidor.

Em entrevista em vídeo para a CDTV, do portal Convergência Digital, Carvalho comentou como a questão do big data tem sido objeto de análise da defesa da concorrência. "Muito provavelmente você vai analisar o big data como mais uma variável competitiva". Assistam a entrevista.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Chips com Inteligência Artificial são aposta da Huawei para negócios na nuvem

A fabricante chinesa anunciou dois novos chips especialmente voltados para o mercado de nuvem e direciona seus negócios para enfrentar Qualcomm e Intel no segmento de servidores.

São Paulo está em piloto do BID para uso do big data para demandas sociais

“Se grandes Amazon e Google conseguem antecipar demandas, não tem porque o governo não atender dessa forma”, diz o pesquisador da FGV, Pablo Cerdeira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.

Dos ambientes offline à estratégia MultiCloud

Por Fabio Gordon*

É preciso reconhecer a necessidade de mudança, entender que o seu data center de 20 anos não vai mais suportar os negócios digitais. É imprescindível fazer um diagnóstico do seu ambiente de TI e começar a mudar. E rápido, porque é provável que os seus competidores já estejam fazendo isso.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site