Home - Convergência Digital

Projeto de lei quer proibir o uso do celular durante o trabalho

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 10/11/2017

Em tempos de flexibilização das leis trabalhistas, um novo projeto agora propõe proibir os empregados de usarem telefones celulares durante o expediente. Correligionário do ministro Gilberto Kassab, de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO) sustenta na proposição que o uso “indevido e abusivo” dos aparelhos prejudica a produtividade. 

“Assistimos todos os dias a falta de atenção de funcionários em razão do uso privado do telefone celular”, justifica o parlamentar no que já virou o PL 9066/17. Ele diz que apresentou a proposta com “a motivação de buscar soluções para um dos problemas referidos com frequência por empregados, empregadores e consumidores, o do uso indevido e abusivo desses aparelhos, com prejuízo para o processo de produção de excelência”. 

Pelo teor da proposta, o PL 9066/17 ganhou ‘alerta vermelho’ no monitoramento legislativo da Coding Rights, entidade de defesa dos direitos humanos no mundo digital. O deputado entende que a legislação atual já permite ao empregador estipular condições de trabalho, inclusive quanto à proibição do uso de celular durante a jornada. Mas considera necessário reforçar essa possibilidade com uma lei específica. 

 “O uso ou não de aparelhos celulares não são objeto de uma legislação específica. No que a legislação e as negociações coletivas são silentes, o assunto se insere dentro do campo da discricionariedade do empregador. (...) O chamado poder regulamentar autoriza o empregador a padronizar procedimentos no âmbito da empresa, incluindo aí a proibição do uso de celulares ou outros meios de comunicação durante a jornada de trabalho”, defende o parlamentar.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/11/2017
Projeto de lei quer proibir o uso do celular durante o trabalho

08/11/2017
Teles afirmam que bloqueio de celular em presídios é exigência inconstitucional

07/11/2017
São Paulo libera uso de celular em escolas

07/11/2017
Novo diretor da Anatel diz que internet traz competição ao mercado de telecom

06/11/2017
Samsung tem apelação contra Apple rejeitada na Suprema Corte dos EUA

27/10/2017
CEO da Uber vem ao Brasil na véspera da votação no Senado

24/10/2017
Senado aprova urgência e derruba substitutivo à Lei do Uber

19/10/2017
Acordo no Senado prevê votação da Lei do Uber em 24 de outubro

28/09/2017
No Senado, teles voltam a pedir mudanças na legislação do setor

26/09/2017
Senado muda texto da Câmara e tem novo projeto para Uber e similares

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial

Novo regime fiscal será obrigatório para grandes companhias a partir do início de 2018 e para todas as demais empresas do país a partir de julho próximo. Receita descarta adiamento.

Reforma trabalhista: Não haverá contrato novo ou velho

“Se não, muitos empresários poderiam dispensar os trabalhadores da ‘lei velha’ e contratar outros com contrato novo, pela ‘lei nova’. Para não haver esse perigo, a lei aplica-se a todos os contratos em vigor no Brasil”, explica o Juiz do Trabalho, Marlos Melek.

Reforma trabalhista entra em vigor em novembro no Brasil

O presidente Michel Temer sancionou a reforma Trabalhista, sem vetos, mas garante que enviará uma Medida Provisória para dar mais transparência a pontos como, por exemplo, se haverá ou não a exigência de um prazo de 18 meses para o traballhador terceirizado ser recontratado. Presidente do TST, Ives Gandra Filho, diz que lei traz 'segurança jurídica'.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site