GOVERNO

PF deflagra Operação Backbone e desarticula quadrilha na TI da Caixa

Convergência Digital* ... 14/11/2017 ... Convergência Digital

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 14/11,  a Operação Backbone, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos da Caixa Econômica Federal – CEF por meio de irregularidades em contratos da área de Tecnologia da Informação - TI. Aproximadamente 50 Policiais Federais cumprem 10 mandados judiciais de busca e apreensão na cidade de Brasília-DF.

As empresas de TI repassavam os valores indevidos para a empresa de consultoria por meio de contratos de prestação de serviços, em princípio, inexistentes. Além disso, parte dos valores recebidos era distribuída pela empresa de consultoria para os demais membros da organização criminosa. Para justificar o acréscimo patrimonial, os empregados da CEF e o sócio administrador da empresa de consultoria celebravam contratos de compra e venda de imóveis, viabilizando assim o branqueamento de capitais.

O grupo é formado por empregados da CEF, empresários da área de TI e uma empresa de consultoria pertencente a um ex-empregado da CEF. As investigações apontam que empregados da CEF, juntamente com o sócio administrador da empresa de consultoria, receberam vantagens indevidas repassadas por empresas de TI, com a finalidade de cometer irregularidades na formalização e fiscalização dos contratos dessas empresas com a CEF. Os contratos sob investigação totalizam um valor aproximado de R$ 385 milhões.

Os envolvidos responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e organização criminosa. Até o momento, a Polícia Federal está mantendo em sigilo o nome das empresas de TI envolvidas na Operação Backbone.

A Caixa explica que as investigações tiveram início internamente. “A Caixa esclarece que forneceu informações e documentos, previamente à deflagração da operação Backbone, contribuindo para a apuração dos fatos. A Caixa informa, ainda, que não houve busca e apreensão em suas dependências e que continua prestando irrestrita colaboração com a Polícia Federal.”


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Telebras faz Assembleia Geral para aprovar capitalização de R$ 1,512 bilhão

Assembleia geral para tratar do aumento de capital foi agendada para 31 de outubro. Proposta da estatal - que integra lista de privatizações do governo Bolsonoro - dá prioridade à União, como principal acionista da empresa.

Congresso restaura poder de punição à Autoridade de Dados

O Congresso Nacional derrubou vetos feitos pelo presidente Jair Bolsonaro à MP 869/18, que se transformou na Lei 13.853/18. A Autoridade Nacional de Proteção de Dados ganhou independência para aplicar multas às empresas e aos órgãos públicos. Mas foi mantido o veto para as exigências feitas aos encarregados das empresas pelo tratamento de dados.

Carteira de Trabalho digital adota CPF para identificar trabalhador

Versão digital da CTPS será previamente emitida a todos os inscritos no Cadastro de Pessoa Física, mas será preciso habilitar o novo documento via aplicativo ou pelo portal de serviços do governo federal. Documento também será usado no novo eSocial que está em elaboração.

ABES: Majorar serviços em 25% inviabiliza a economia digital

A afirmação é do presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher. Sobre a Lei de Informática, o executivo sustenta que o processo do governo é muito demorado e trava a inovação.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G