INCLUSÃO DIGITAL

UIT alerta que apesar de avanços no Brasil, o fosso digital aumentou

Luís Osvaldo Grossmann ... 16/11/2017 ... Convergência Digital

Novas tecnologias como ‘internet das coisas’, ‘big data’ ou ‘inteligência artificial’ trazem um grande potencial de avanços sociais e econômicos. Mas como alerta o mais novo relatório da União Internacional das Telecomunicações, o potencial transformador é limitado pelo acesso e uso das novas ferramentas. E pior, o fosso digital entre pobres e ricos ficou maior, não menor. 

“As divisões digitais que são aparentes no acesso e no uso desde comunicações básicas até a banda larga continuam substanciais. Países desenvolvidos contam com taxas de penetração maiores, enquanto elas são baixas em países menos desenvolvidos”, aponta a UIT. 

A análise faz parte da versão 2017 do estudo anual ‘Medindo a Sociedade da Informação’, realizado pela UIT a partir da combinação de indicadores sobre uso e habilidades em tecnologias da informação e comunicações em 176 países. E mostra que apesar de avanços generalizados, os mais ricos avançam mais rapidamente que os mais pobres, daí o aumento do fosso. 

“Pessoas na Europa e países de alta renda na América do Norte e partes da Ásia estão muito mais conectadas e fazendo pleno uso da internet do que em outras regiões, particularmente na África. E há evidências de que o fosso entre desenvolvidos e menos desenvolvidos está aumentando, elevando as preocupações com seu impacto”, diz o documento. 

O Brasil ficou mais ou menos onde estava nesta nova edição. No geral, subiu de 67º para 66º, mas mesmo nos subíndices a variação foi pequena. O melhor desempenho foi no indicador de habilidades dos usuários em TICs, que passou da 92º para 71º. Por outro lado, o desempenho piorou nos indicadores de uso (de 56º para 57º) e de acesso (79º para 80º).  

Para a Anatel, motivo de festa. Em nota, a agência destacou que a UIT apontou para o Brasil como país onde a competitividade entre as empresas não só existe como está em expansão, sendo “um dos maiores mercados de telecomunicações nas Américas”. Para as operadoras, alegria dupla. É que a UIT resolveu mudar a forma de cálculo da cesta de serviços – e com isso o Brasil não mais aparece com a telefonia mais cara do planeta. 

“Em relação aos preços, a UIT levou em conta a renda nacional bruta dos países. Na telefonia móvel, o gasto do brasileiro representa 1,7% da renda, enquanto nas Américas é 3,6% e no mundo é 5,2%. Na banda larga fixa, o gasto do brasileiro representa 2,1% da renda, o que representa um terço do gasto nas Américas, que é de 6,4%, e bastante inferior à média mundial que é de 13,9%. Na banda larga móvel, considerando 1 GB, no Brasil 2,3% da renda, enquanto nas Américas é 5,7% e no mundo 6,8%, em média”, comemorou a Telebrasil.

 


Carreira
Empresas de TI oferecem reajuste de 1,81% em São Paulo

A terceira rodada de negociações da campanha salarial de TI em São Paulo, a primeira da categoria no País, manteve os impasses das duas anteriores. A negociação de São Paulo é relevante porque baliza todas as demais no País.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

França vai banir celulares em escolas a partir de 2018

Anúncio foi feito pelo ministro da educação do país, Jean-Michel Blanquer. Medida valerá para estudantes menores de 15 anos. 

Telebras prevê comprar 200 mil antenas para oferecer internet via satélite

“É o que a gente vai deixar. Caso as empresas não queiram em determinado lugar, o Decreto 7175/2010 permite que a Telebras faça diretamente”, afirmou o diretor técnico da estatal, Jarbas Valente, em audiência na Câmara. 

PNAD 2016: celular quase encosta em TVs nos lares brasileiros

Pesquisa do IBGE mostra que, em 2016, em 92,3% dos domícilios pelo menos um morador possuía um telefone celular. As TVs estão presentes em 97,4% dos domícilios. O acesso à Internet chegou a 63,6% dos domicílios, com o celular ganhando fácil dos PCs e tablets. 

Governo deveria abrir mão de três anos de impostos para levar banda larga para quem não tem

A proposta foi feita pelo diretor de desenvolvimento de Negócios da IBM Brasil, Rodrigo Santi, caso ele pudesse ter a 'caneta' para definir uma política pública para o setor no Brasil.

UIT alerta que apesar de avanços no Brasil, o fosso digital aumentou

Em ranking de 176 países, o Brasil melhorou uma posição, de 67º para 66º considerados os usos e habilidades das tecnologias da informação e comunicações, mas ainda tem muito por fazer se quiser aderir à era Inteligência Arficial, do Big Data ou da Internet das Coisas.

Governo estabelece o fim do feriado regulatório para fibra óptica

Governo quer fazer um diagnóstico das redes de acesso existentes no país. "Temos poucos dados e eles estão desatualizados", observa o diretor de Banda Larga do MCTIC, Artur Coimbra.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G