TELECOM

Bloqueio de celulares piratas pela Anatel começa em maio de 2018

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/11/2017 ... Convergência Digital

A Anatel aprovou nesta quinta-feira, 23/11, um novo cronograma para o bloqueio de aparelhos celulares ‘piratas’, considerados aí aqueles que não possuem a identificação global desses equipamentos, o IMEI. O plano agora é começar o bloqueio no dia 9 de maio de 2018, começando pelo Distrito Federal e Goiás. Será um teste para avaliar o impacto real da medida. 

“O projeto piloto será iniciado no Distrito Federal e Goiás a partir de 22 de fevereiro de 2018 com o envio de mensagens aos usuários de aparelhos irregulares. E o bloqueio dos aparelhos irregulares a partir de 9 de maio de 2018. Os aparelhos irregulares antes dessa data não serão afetos pelo bloqueio”, diz comunicado da agência sobre o tema. 

A preservação da base legada é um dos pontos do entendimento. Assim, foram estipuladas datas de corte para que aparelhos sem IMEI ou com o registro adulterado sejam desconectados das redes das operadoras. No caso de DF e Goiás, essa data será 21 de fevereiro de 2018. Ou seja, os aparelhos com irregularidade no IMEI que entrarem na rede móvel a partir desse dia serão bloqueados – mas antes, a partir de 22/2, serão avisados por SMS. O bloqueio mesmo vem depois, em 9/5. Outros estados terão outras datas.

O tema é motivo de guerra entre fabricantes de aparelhos e operadoras de telecomunicações, uma disputa que vem adiando sucessivamente a implantação do que a Anatel chama de SIGA, de Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos pelo menos desde 2014.

Os fabricantes querem coibir a concorrência com aparelhos falsificados. As operadoras não chegam a ser contra, mas temem o impacto na sua parte desse latifúndio. Afinal, como indicam as próprias empresas de telefonia móvel, “as estimativas são de que, todos os meses, 1 milhão de novos aparelhos celulares irregulares entrem no mercado”. É um bocado de tráfego.

Curiosamente, a decisão saiu menos de uma semana antes da data que chegou a ser marcada este ano para o início do bloqueio (28/11). E a decisão de escalonar a medida responde aos temores sobre a dimensão do impacto no mercado, tendo em vista a análise dos resultados do “piloto”. 

Caso vá adiante depois dessa primeira etapa, o cronograma segue com São Paulo, os estados da Região Sul, Acre, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Nesses, a data de corte será 23 de setembro de 2018, quando começam as notificações por SMS. E o bloqueio dos sem IMEI a partir de 8 de dezembro. Por fim, os estados do Nordeste e demais estados do Norte terão data de corte em 7 de janeiro de 2019, data em que começam as notificações, e bloqueio efetivo a partir de 24 de março de 2019.


Anteprojeto que muda Fust e Fistel chega ao MCTIC

Anatel encaminhou a proposta como sugestão de uso dos recursos e redução de taxas incidentes sobre a internet das coisas. Mas teles questionam contas.

Teles reduzem índice de queixas dos usuários. Pós-pago foi o mais reclamado

Reclamações contra os serviços de telefonia fixa, móvel, TV por assinatura e banda larga caíram 15,6% no primeiro semestre, de acordo com dados da Anatel. Mas com o impulso do 4G, o celular pós-pago, por conta da cobrança dos pacotes, foi o mais reclamado em junho.

Prejuízo acelera processo de venda da Nextel Brasil

Controladora da operadora, NII Holdings, amargou um prejuízo de US$ 20 milhões, ou R$ 80 milhões, no segundo trimestre. Rumores dão conta que TIM e Telefônica/Vivo disputariam o ativo.

Fundos americanos já concentram 26% da Oi

Depois do York e do Goldentree, operadora informou ao mercado que o fundo Solus ficou com 9,71% do capital. BDNES perdeu participação.

Oi chama ex-presidente da TIM para novo Conselho de Administração

Além dos atuais seis integrantes do conselho transitório, proposta traz mais cinco nomes ao novo conselho, entre eles Rodrigo Abreu, ex-TIM e, hoje, na Quod.

TIM não vai repassar ao cliente custo de contrato com WhatsApp Business

Operadora foi a primeira a fechar um acordo comercial para uso da ferramenta da OTT no Brasil e, neste momento, não vai cobrar dos clientes pelo uso do canal de relacionamento.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G