INCLUSÃO DIGITAL

Anatel clama por ‘corrida aos conversores’ de TV Digital em Franca e Ribeirão Preto

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/11/2017 ... Convergência Digital

Os percentuais muito abaixo do esperado na preparação dos domicílios, especialmente nas regiões de Franca e de Ribeirão Preto, em São Paulo, levaram à Anatel, que coordena a transição para a TV Digital, a pedir que os moradores corram para comprar os conversores para seus aparelhos de televisão. Na dúvida, a decisão foi empurrar o desligamento analógico em ambas para não antes de 31 de janeiro de 2018. 

“O grande apelo que fazemos é que os habitantes precisam adquirir o kit [de conversor e antena] no comércio local. Não houve essa corrida e temos que incentivar que isso aconteça”, afirmou o presidente da agência, Juarez Quadros, que também lidera o grupo de implementação da digitalização, que reúne governo, Anatel, emissoras de TV e operadoras de telefonia móvel. 

Como apontado pelas pesquisas feitas pelo Ibope, em Franca e Ribeirão Preto apenas 80% e 84% dos lares estão aptos a receber somente sinais digitais de televisão. Outras regiões do interior de São Paulo onde o ‘apagão’ analógico estava previsto para a meia noite desta quarta, 29/11, também tiveram o cronograma esticado. Em Santos, as emissoras comerciais só vão transmitir apenas em digital a partir de 20 de dezembro. Nas regiões de Campinas e do Vale do Paraíba, essa data foi empurrada para 17 de janeiro de 2018. Em Franca e Ribeirão, será preciso uma nova pesquisa para confirmar o desligamento. 

“Os radiodifusores vão intensificar a campanha na televisão e por parte da EAD [Seja Digital, o braço operacional da digitalização] tem bastante atividade também, uma vez que há necessidade mais firme, como feirões e promoções, junto ao comércio local, uma campanha mediante às lojas autorizadas que fornecem conversor e antenas”, disse Juarez Quadros. 

Algumas dessas áreas no interior de São Paulo contam ainda com uma dificuldade adicional – a falta de canais disponíveis para a transmissão simultânea de sinais analógicos e digitais. Por isso, explica a EAD, algumas emissoras acabaram tendo atrasos na preparação das transmissões com a nova tecnologia. 

Ainda assim, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, minimizou as mudanças no cronograma. “Do ponto de vista de politica pública, isso não faz a menor diferença. É evidente que do ponto de vista das operadoras [que precisam da liberação da frequência ‘analógica’ para ativar 4G em 700 MHz] faz alguma diferença, mas está dentro da margem de erro.”


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Provedores devem apontar PTTs que grandes operadoras terão que conectar

Anatel quer estabelecer os critérios para definir quais os pontos de troca de tráfego deverão constar das ofertas de referencia das teles com Poder de Mercado Significativo.

Governo diz ao TCU que só Telebras tem satélite de banda larga nacional

MCTIC diz à Corte de Contas que operadoras privadas não têm condições técnicas de atender ao programa Gesac com cobertura e velocidades exigidas.

Proibir o uso do celular pelos jovens é estratégia ineficaz e sem futuro

"Proibindo por proibir não estamos ensinando nada", advertiu a psicóloga Evelise Galvão de Carvalho, ao participar do Workshop Impactos da Exposição de Crianças e Adolescentes na Internet, promovido pelo CGI.br e pelo NIC.br.

Facebook abandona projeto de drones para conectar áreas remotas

Empresa anunciou que vai desativar a unidade que construiu o Aquila, o veículo não tripulado do tamanho de um Boeing 737 que prometia irradiar internet. Rival Google ficou sozinha com o projeto Loon, de balões para a Internet.

TV Digital: Sobras de recursos devem comprar mais conversores

Estimativas são de que haverá disponível cerca de R$ 600 milhões dos R$ 3,6 bilhões que o leilão da faixa de 700 MHz destinou à TV Digital, suficiente para comprar cerca de 3 milhões de novos kits.

Juiz de Fora, MG, é número 1 na oferta de serviços digitais em ranking das teles

Operadoras expandiram o ranking das cidades amigas da banda larga para avaliar também as que oferecem serviços digitais aos cidadãos.No ranking das cidades amigas da Banda Larga, Uberlândia se mantém com a liderança. Brasília e São Paulo estão nos últimos lugares.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G