Home - Convergência Digital

Brasileiros dizem adeus aos feature phones

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 04/12/2017

Entre os meses de julho e setembro de 2017 foram comercializados 12,4 milhões de aparelhos, 2% a menos do que no mesmo período de 2016. Do total de celulares vendidos, 11,7 milhões foram smartphones, 5% a mais do que no terceiro trimestre de 2016, quando foram vendidos 11,2 milhões, e 700 mil unidades foram feature phones, ou seja, 51% a menos do que no terceiro trimestre de 2016, quando foram comercializados 1,4 milhão de aparelhos. A receita total aumentou 18% em relação ao terceiro trimestre de 2016, chegando a R$ 13,1 bilhões, observou estudo da IDC Brasil, divulgado nesta segunda-feira, 04/12.

“O mercado de smartphones ainda apresentou crescimento se comparado com o mesmo período no ano passado, porém ficou abaixo das nossas expectativas para o período. O fim da liberação do FGTS e o adiamento de compra para a Black Friday e o Natal foram os principais motivos que levaram essa pequena queda”, diz Leonardo Munin, analista de pesquisa do mercado de celulares da IDC para América Latina.

O analista destaca ainda uma mudança de comportamento do brasileiro em relação aos aparelhos. “O consumidor procura por celulares com melhores funcionalidades. Os modelos que oferecem memória interna acima de 32GB representaram 10,6%, do total de smartphones vendidos em 2016. Em 2017, já representam 33% do acumulado das vendas até setembro”, explica o analista. Além disso, no ano passado foram comercializados 28,9 milhões de aparelhos com tela acima de 5 polegadas, 65% do total do ano. Até setembro de 2017, foram vendidos 29,1 milhões destes aparelhos, ou seja, 83% do total”, finaliza Munin.

O estudo da IDC Brasil também constatou que o tíquete médio dos aparelhos no terceiro trimestre de 2017 teve aumento de 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado, passando de R$ 994 para R$ 1118. Para o último trimestre do ano, a consultoria acredita que serão comercializados 13,1 milhões de smartphones e 650 mil feature phones. Já para o ano todo, a previsão é de que sejam vendidos 52,1 milhões de aparelhos, crescimento de 6% em comparação ao ano de 2016.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/11/2018
Huawei supera Apple e se sustenta na 2ª posição do mercado de smartphones

25/10/2018
Samsung processa ‘embaixadora’ da marca por usar iPhone em público

19/10/2018
No Brasil, mais de 60% usam smartphone próprio para fins profissionais

20/09/2018
Simulador de incidentes para smartphones vence Hackathon para Indústria 4.0

18/09/2018
Brasil vende menos celulares no primeiro semestre

13/09/2018
Smartphones serão principal instrumento para compras online

03/09/2018
Mais de 40% dos brasileiros se assumem como dependentes do smartphone

16/07/2018
No Brasil, 49% dos usuários já tiveram um smartphone roubado

03/07/2018
Smartphone é a principal ferramenta de compra online no Brasil

06/06/2018
Huawei fecha acordo com Positivo para voltar a vender celulares no Brasil

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site