TELECOM

Com 4G, pós-pago avança, mas TIM, Claro e Oi sofrem com limpeza do pré-pago

Ana Paula Lobo* ... 06/12/2017 ... Convergência Digital

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quarta-feira, 06/12, a telefonia móvel registrou 240.850.681 linhas em operação em outubro de 2017. Em relação ao mês anterior, o serviço móvel pessoal apresentou uma queda de 212.274 linhas (-0,09%). Nos últimos 12 meses, houve redução de 6.602.968 linhas (-2,67%).

Do total de linhas móveis do país, 155.058.524 são pré-pagas e 85.792.157 são pós-pagas. No mês de outubro, quando comparado ao mês anterior, as linhas móveis pré-pagas apresentaram queda de 1.283.676 unidades (-0,82%) e as pós-pagas crescimento de 1.071.402 (+1,26%). Em 12 meses, o pré-pago registrou diminuição de 15.063.960 linhas (-8,85%) e o pós-pago aumento de 8.460.992 (+10,94%).

De setembro para outubro, a limpeza na base do pré-pago provocou a desativação de 417 mil linhas da TIM, a única a perder acessos ativos. Oi, Claro e Vivo tiveram adições positivas no período, com respectivamente, 31.699 mil acessos, 103.740 mil acessos e 86676 mil acessos.

Nos últimos doze meses, essa perda se acentua. A TIM foi a operadora com mais desativações: 4,253 milhões de acessos. A Oi desativou 3.759 milhões. A Claro quase 1 milhão.Os números mostram que essas operadoras se ressentem de perder o assinante pré-pago, sem recuperar para o pós-pago.

Nos dados da Anatel, a Nextel perdeu pouco mais de 5 mil acessos de setembro para outubro, mas nos 12 meses, registrou um resultado positivo de 100 mil acessos. A Vivo também teve adição positiva com 1.1 milhão de acessos.

O relatório da agência reguladora mostra as MVNOs conquistando um espaço. A Datora, por exemplo, cresceu quase 100 mil acessos em 12 meses, chegando a 194 mil acessos ativos. A Porto Seguro registrou 177.569 acessos ativos, ou 44,93% a mais de outubro a outubro.

Os acessos 4G apresentaram crescimento de 3.901.301 unidades (+ 4,27%), seguidas das utilizadas em aplicações máquina-máquina com mais 317.299 linhas (+ 2,19%) em outubro quando comparado a setembro. As outras tecnologias apresentaram redução. Nos últimos 12 meses, as linhas 4G apresentaram crescimento de 42.739.132 unidades (+ 81,23%) e as utilizadas em aplicações máquina-máquina tiveram adição de 2.480.530 linhas (+ 20,12%).

Ainda de acordo com a Anatel, em outubro, comparando com setembro, três estados da Região Norte apresentaram crescimento no número de linhas móveis (Rondônia, Roraima e Amazonas), dois da Região Sudeste (Espírito Santo e São Paulo) e os estados da Região Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul), todos com crescimento inferior a um por cento. Nos últimos doze meses, o único estado que apresentou crescimento nas linhas móveis foi São Paulo com aumento de 359.505 linhas (0,58%).

*Com dados da Anatel


Claro/Net supera Sky e fica à frente de ranking de stakeholders

Destaque do estudo é a Mutant, empresa focada em Customer Experience, que ganhou relevância pelo uso de inovação no call center. O ranking MVP- Mais valor produzido, foi criado pela consultoria DOM Strategy Partners.

Novo interessado pode salvar posição orbital para o Brasil

Mesmo encerrado prazo da chamada pública, agência deve autorizar a transferência da licença de uso da posição 45 Graus Oeste. 

Teles reclamam que sobram projetos de lei, mas falta avanço estrutural para o setor

Segundo balanço do Sinditelebrasil, 4.031 projetos de lei tramitam com impacto direto ou indireto nas telecomunicações. 

Anatel e Aneel adotaram preço de postes em mais de 30 pedidos de provedores

Segundo o presidente da Anatel, Juarez Quadros, em todos os casos o valor que era cobrado pelas distribuidoras de energia foi reduzido para os R$ 3,17 previstos na resolução conjunta das agências.

Oi sobe o tom e diz que acusações da AIDMIN são 'irresponsáveis e vazias'

Em nota oficial, operadora diz que foram proferidas acusações desprovidas de fundamentos pela 'suposta representante de minoritários' e diz que "os ataques não passam de denúncias vazias lançadas irresponsavelmente, contra a companhia".

GSMA diz que espectro é caro e com preço político na América Latina

Brasil é o país da região com maior oferta de espectro por operadora, 630 MHz. Perde apenas para os Estados Unidos, com 650 MHz. Para entidade, decisões políticas e não forças de mercado definem o valor das radiofrequências. 


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G