TELECOM

Anatel admite mudar o TAC da Telefônica

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/12/2017 ... Convergência Digital

Ao pedir seis meses de prazo extra para o Tribunal de Contas da União, a Anatel já calcula a possível necessidade de tempo para eventuais modificações nos termos do acordo de troca de multas por investimentos negociado com a Telefônica. 

Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, a área técnica se debruça sobre os questionamentos do TCU e ainda não há definição de mudanças, mas podem ser feitos ajustes nas cidades que receberão investimentos ou na metodologia de multa para o caso de descumprimento do termo de ajustamento de conduta. 

“Pedimos 180 dias porque se houver necessidade de modificações [no TAC] tem que voltar ao Conselho. Se isso acontecer vai à procuradoria federal especializada, cujo prazo normal é de 60 dias. Os conselheiros têm 120 dias para relatar. Por isso o prazo. Ainda não há conclusão. Está em análise. Se houver eventual modificação, o prazo já contempla isso”, explicou Quadros nesta quinta, 7/12. 

Na véspera, o TCU acatou parcialmente o pedido da agência e deu mais 180 dias para o atendimento das demandas relacionadas aos TACs em geral, o que envolve, por exemplo, a mencionada multa para o caso de descumprimento do acordado. O Tribunal restringiu a 45 dias, no entanto, o prazo para os esclarecimentos relativos ao TAC específico da Telefônica. 


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Celulares terão que indicar taxa de radiação emitida

Ao revisar o regulamento que trata da exposição eletromagnética, Anatel prevê 120 dias para que os equipamentos vendidos tragam a informação nas caixas ou manuais.

TV paga: pirataria tem mais 'assinantes' que a Netflix no Brasil

Consultoria Business Bureau diz que a OTT possui 18% do mercado de assinatura de streaming de vídeo. A Globo Play fica na segunda posição, mas com apenas 4%. Pirataria no Brasil fica bem acima da média da América Latina.

Justiça mantém Pharol e Nelson Tanure fora da Oi até aporte de capital

Juiz Fernando Viana, da 7ªVara Empresarial do Rio de Janeiro, manteve a suspensão dos direitos políticos dos conselheiros e diretores da Oi ligados aos grupos.

GSMA: Parceria em conteúdo é melhor para teles que produção própria

Apesar de iniciativas em investir nesse campo, estudo da associação destaca que licenciamento de conteúdo é caminho mais realista para teles.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G