TELECOM

TIM prioriza fibra óptica e 4G fixo para avançar na banda larga

Ana Paula Lobo ... 08/12/2017 ... Convergência Digital

O TIM Live, serviço de ultra banda larga fixa, terá prioridade na estratégia da TIM para 2018, revelou em encontro com a imprensa,  nesta sexta-feira, 08/12, em São Paulo, o presidente da TIM Brasil, Stefano De Angelis. Hoje a TIM possuiu FTTH em cinco cidades, entre elas, Rio de Janeiro e São Paulo, mas quer mais do que dobrar para 2018, revelou o diretor da unidade residencial e SMB da TIM Brasil, Fabiano Ferreira, que veio da GVT/Vivo para conduzir o projeto nacional em 2018.

Sem adiantar detalhes da estratégia FTTH, Ferreira afirmou que a fibra óptica será instalada onde a operadora tiver FTTS (fiber to the site) até as ERBs para garantir uma qualidade de serviço. O TIM Live registrou bons resultados no terceiro trimestre, quando o número de clientes saltou de 299 mil para 376 mil neste último ano, enquanto que a receita saltou 54%. "Há muitas grandes cidades com deficiência de infrestrutura de ponta para ter banda larga de 100, 150 Mbps. Há muitas oportunidades", sinalizou Fabiano Ferreira.

O 4G fixo, lançado em setembro, batizado de TIM Casa Internet, com a tecnologia WTTX (Wireless to the X), já está funcionando em 16 cidades e também é prioridade, principalmente, para as pequenas e médias cidades, que sofrem com a ausência de competição e com uma infraestrutura de baixa qualidade e/ou com carência de investimentos, muitas em função da crise da Oi, operadora com maior capilaridade do país.

O serviço oferece serviço 4G por meio da rede LTE com velocidades de 2 Mpbs e 4Mpbs. "Convenço o cliente a ter essa solução, mesmo ele usando o 4G como roteador, por conta da qualidade do serviço do 4G fixo. São cidades, com  500 mil, 600 mil habitantes, onde não há oferta. Nossa expectativa é crescer bastante, principalmente, nas cidades onde estamos entrando com o 4G em 700 Mhz", salienta o executivo.

Já o 4G segue uma prioridade absoluta da TIM Brasil e a previsão é chegar a 3000 mil cidades até dezembro. A expectativa para aumentar a cobertura vem da liberação da faixa de 700 Mhz para o serviço. "Nossa estratégia não é ser a maior operadora do Brasil, mas vamos ser as melhores em experiência do cliente", afirmou Stefano De Angelis.

O presidente da TIM Brasil também comentou sobre a presença de Amos Genish, ex-GVT e Telefônica, no conselho da Telecom Italia. "Nada vai mudar a nossa estratégia. Mas é bom ter um interlocutor que entenda o Brasil", completou o executivo. Durante o evento, o presidente da TIM Brasil revelou que selou um acordo com a prefeitura de São Paulo para a instalação de 500 novos biosites – antenas que não agridem a paisagem, desenvolvida pela própria operadora - e que já estão em 1000 sites na capital paulista.


Internet Móvel 3G 4G
Brasil já contabiliza mais de 1 smartphone ativo por habitante

Maioria dos brasileiros - 70% - prefere o celular inteligente para acessar à Internet. Em maio, o País terá 306 milhões de dispositivos portáteis em uso, somando smartphones, notebooks e tablets.

Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração de SME para SMP

Conta diz respeito à adaptação das outorgas na faixa de 800 MHz, ainda em 2015. Valor inicialmente previsto era de R$ 411 milhões.

Teles: bloqueio após o fim da franquia não afronta o Marco Civil da Internet

Em nota oficial, o SindiTelebrasil diz que a "A PROTESTE insiste em querer fazer prevalecer a sua interpretação equivocada sobre a legislação aplicável à Internet".

Oi desembolsa R$ 51 milhões para pagar cerca de 500 credores

Operadora pagou as credores que fizeram a escolha da opção de pagamento em fevereiro. "Este é mais um passo no cumprimento da recuperação judicial", afirma o presidente da companhia, Eurico Teles.

Fox obtém vitória na Justiça do Uruguai e tenta replicar no Brasil decisão contra pirataria

Segundo um relatório da NetNames, de 222 milhões de usuários da internet na América do Sul, 110 milhões acessam conteúdos piratas.

Anatel impõe ligação gratuita à Oi em orelhões em 12 estados

Anatel já adota a medida há seis anos, quando verificou que aproximadamente metade dos orelhões do país não funcionava.

Preterida pelas teles, faixa de 450 MHz está na mira do setor elétrico

Elétricas e Anatel discutem destinação desta e outras faixas em caráter primário para as empresas de utilities. “Precisamos de 10 MHz. E pelo menos seis fornecedores no Brasil têm equipamentos em 450 MHz e outras faixas”, diz Ronaldo Santarem, da UTC AL.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G