INTERNET

Pioneiros da internet pedem que FCC suspenda votação sobre neutralidade

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/12/2017 ... Convergência Digital

Duas dezenas de personalidades de destaque no desenvolvimento da internet, como Vint Cerf e Tim Berners Lee encaminharam nesta segunda, 11/12, ao Congresso dos Estados Unidos uma carta na qual pedem para a Federal Communications Commission suspender a votação da proposta que elimina as regras da agência americana sobre neutralidade de rede. 

Segundo eles, a proposta do presidente da FCC, Ajit Pai, “é baseada em entendimento falho e impreciso da tecnologia da internet”. “A apressada e tecnicamente incorreta proposta de regulação para abolir as proteções à neutralidade de rede sem qualquer substituto é uma ameaça iminente à internet que trabalhamos tão duramente para criar. Ela deve ser parada”, diz o documento. 

A votação da proposta é prevista para a próxima quinta, 14/12. Mas além do próprio conteúdo defendido pelo presidente da FCC indicado por Donald Trump, os meios até aqui também são muito criticados. A carta menciona a fraude identificada no sistema de consulta pública da agência americana e as recusas da FCC em atender requerimentos de informações, inclusive do equivalente ao Ministério Público nos EUA. E faz um apelo para que os parlamentares façam suspender a votação. 

“O sistema de comentários online da FCC foi infestado por grandes problemas que a FCC não investigou. Eles incluem comentários gerados por robôs que personificaram americanos, inclusive mortos, além de um inexplicável ‘apagão’ no sistema no exato momento em que o apresentador de TV John Oliver encorajava os americanos a submeter comentários”, lembra a carta. 

A petição é assinada por 21 personalidades. Além do criador do sistema TCP/IP, Vint Cerf, e do inventor da web, Tim Berners Lee, estão no grupo o co-fundador da Apple, Steve Wozniak, e outros desenvolvedores pioneiros como Paul Vixie, Susan Landau e Martin Hellman. Além da própria FCC, o documento foi encaminhado a comissões da Câmara e do Senado dos EUA responsáveis pela área de tecnologia e telecomunicações. 


Perícia digital: Disputa judicial exige mais prazo de armazenamento de dados

"Conflitos judiciais levam mais tempo que o exigido das empresas para armazenamento das informações. Com dados, não há anonimato na Internet", observa João Alberto Matos, do Pio Tamassia Advocacia. Fake News e perfis falsos nas redes sociais mobilizam a maior parte das perícias digitais.

MPF investiga Facebook por prestar informação falsa e descumprir ordem judicial

Para o Ministério Público, “a atitude mostra desrespeito aos Poderes da República Federativa do Brasil". Facebook tem 30 dias para dar esclarecimentos.

Brasileiro precisa entender que os dados valem muito dinheiro

Professor Luca Belli, da FGV/RJ, diz que o Brasil tem 210 milhões de produtores de dados e pode ter uma vantagem competitiva em Inteligência Artificial. "Mas a hora é de abrir a caixa preta e entender os critérios usados na tomada de decisão", observa. Sobre a LGPD, o especialista é taxativo: sem Autoridade de Dados, a legislação não 'pega'.

Autoridade de Dados tem de ser independente, técnica e sem controle do Estado

"Não haverá Lei de Proteção de Dados sem a Autoridade, mas não podemos ter essa entidade ligada à Casa Civil, ao Ministério da Justiça ou ao CGI. Ela vai fiscalizar a iniciativa privada e o poder público. Precisa ter independência", adverte Carlos Affonso de Souza, do ITS/Rio de Janeiro.

Brasil soma quase sete mil provedores de Internet

Pesquisa TIC Provedores 2017, feita pelo CGI.br, mostra ainda que os ISPs são os fomentadores da fibra óptica no País. Maior parte dos provedores é pequeno e oferecem até 1000 acessos. Os grandes provedores respondem por 2%, mas atendem a 80% do mercado.

Revista Abranet 26 . nov-dez 2018 / jan 2019
Veja a Revista Abranet nº 26 Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G