GOVERNO » Legislação

Empresas tentam incluir software em nova mudança na Lei de Informática

Luís Osvaldo Grossmann e Ana Paula Lobo ... 15/12/2017 ... Convergência Digital

O setor de software vai, mais uma vez, tentar ser incluído na Lei de Informática. A ideia agora é aproveitar a tramitação da Medida Provisória 810, que faz ajustes na forma como o governo analisa os investimentos em P&D, para inserir a participação do segmento no processo de decisão sobre onde eles devem ser alocados. 

Assim, a Federação Nacional das Empresas de Informática, Fenainfo, tenta costurar uma emenda na conversão da MP 810 em Lei de forma que seja criado um comitê tripartite de governo, academia e empresas para decisões a respeito desses investimentos. 

A Lei de Informática garante benefícios fiscais – em particular uma redução no IPI que pode chegar a 80% do imposto devido – para empresas que se comprometam a investir pelo menos 5% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento. 

O texto original da MP prevê, dentre as possibilidades desses aportes, que eles serão feitos em áreas consideradas prioritárias pelo comitê da área de tecnologia da informação. Esse comitê já existe e contempla representantes do setor empresarial. 

A Fenainfo quer garantir que o setor de software, que há anos tenta também ser incluído nos benefícios da Lei de Informática, também tenha assento no colegiado que toma essas decisões de forma a permitir o aporte de recursos de P&D no desenvolvimento de software nacional. 


Diretor da Dataprev que propôs demitir mil funcionários pede exoneração

Desafeto político do presidente da estatal, Leandro Magalhães, Júlio César de Araújo Nogueira foi imposto para a diretoria da empresa pelo ex-ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira, que, agora, segue para a presidência do BNDES.

Câmara aprova urgência para votar a reoneração da folha de pagamento

Empresas de TI e de Call center podem ter de voltar a contribuir com alíquota de 20% , após 90 dias da publicação da nova legislação.

Decreto cria estrutura multissetorial para cuidar da transformação digital

A tradicional SEPIN, secretaria de Políticas de Informática, deixa de existir e se transforma na SEPOD, secretaria de políticas digitais, com Thiago Camargo Lopes à frente. Como política de Estado,  cobrança de resultados acontecerá em diversas pastas.

Estratégia Digital reúne antigas demandas e programas repaginados

Escolas conectadas, incentivos a isenções de ICMS, uso do Fust, apoio a startups, estímulo a exportações e até um novo Proinfo fazem parte das ações estratégicas que estimulem a economia digital no Brasil.

Jarbas Valente assume Telebras. Maximiliano Martinhão volta ao MCTIC

Seis meses e meio depois de assumir a presidência da Telebras, Martinhão, que estava antes à frente da SEPIN, retorna ao Ministério. Ele vai cuidar da Secretaria de Inovação.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G