GESTÃO

Serpro adota seguro para cobrir má gestão

Luiz Queiroz ... 15/12/2017 ... Convergência Digital

Desde o dia 8/12, o Serpro passou a adotar o "Seguro de Responsabilidade Civil", para eventual indenização que dirigentes da estatal sejam obrigados a pagar, em virtude de erros administrativos e má gestão. O valor de cobertura do seguro será de R$ 30 milhões (1% do ativo total da empresa). 

O seguro protegerá dirigentes e ex-dirigentes (a validade começa com a atual gestão e no futuro cobrirá aqueles que sairem deste governo), membros dos Conselhos de Administração e Fiscal ( ex-dirigentes também, no futuro) e superintendentes. Além disso, quando instalado o "Comitê de Auditoria" - que justamente deveria ser criado para apurar irregularidades, indepentendemente de quem esteja dirigindo a empresa - também será beneficiado.

O funcioário comum do Serpro, abaixo do cargo de Superintendente, não terá esse privilégio se por ventura cometer algum deslize adminstrativo.

Maldades

Já há uma preocupação interna quanto ao que a atual direção do Serpro estaria fazendo, que mereça desde já se garantir com uma cobertura de seguradora para eventuais erros administrativos?

Ou será que as tais "maldades" ainda não foram instituídas pela direção, justamente porque não havia até agora uma garantia de que a direção não teria de pagar no futuro, do seu bolso, por eventuais erros administrativos que geraram ações civis.

O documento, como sempre, tem um grau de sigilo, mas não se sabe se ele se tornou público dentro do Serpro e o que os funcionários não agraciados acharam dele. Até então, o gestor do Serpro tinha duas possibilidades: o advogado da casa ou ressarcimento dos honorários pagos ao advogado escolhido, tendo como limite a tabela da OAB.

Fica uma questão a ser respondida no futuro. Como o balanço da empresa irá explicar esse gasto. Será instituída a rúbrica "proteção de gestores mal-intencionados"?

O "Seguro Contra Cagadas", como está sendo conhecido internamente no Serpro, ainda será contratado por meio de pregão eletrônico. Mas até o momento não se sabe em que estágio se encontra esse processo licitatório.


Carreira
Embraer usa Inteligência Artificial para selecionar estagiários

Oportunidades são São José dos Campos, São Paulo, Campinas, Sorocaba, Gavião Peixoto, Botucatu, Belo Horizonte e Brasília. Recrutamento. Para Tecnologia, companhia tem 30 vagas disponíveis.

eSocial: DCTFWeb está valendo para as grandes empresas

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb) substitui a Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP).

Pessoas são o porquê da transformação digital

A transformação digital não é plug and play e exige uma vontade efetiva de mudar das empresas, afirma o head de Educação Corporativa do TransformaçãoDigital.com, Mario Flores Neto.

Paraná reforça governança e se torna 2º estado mais exportador de TI

"A governança de TI independente de questão política. Ela é uma prioridade do Estado e é pensada para os próximos 30 anos", explica o coordenador da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Evandro Razzotto.

Informação é essencial para evitar a 'morte' de uma PME

O empreendedor precisa estar ciente do papel dos sistemas de informações para fazer o seu negócio fluir, adverte o Coordenador estadual do Programa de TI

Pouco mais de 5% das PMEs fizeram o dever de casa com o eSocial

"O eSocial precisa ser um projeto de governo ou não vai pegar", adverte o presidente da Fenacon, Sergio Approbato Machado Júnior




  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G