TELECOM

Plano da Oi prevê investimentos abaixo do necessário, diz Anatel

Luís Osvaldo Grossmann ... 20/12/2017 ... Convergência Digital

A aprovação do plano de recuperação da Oi afasta o risco de intervenção da Anatel, mas não é suficiente para colocar a ‘supertele’ de volta aos eixos do mercado de telecomunicações brasileiro. Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, os aportes previstos ainda estão bem aquém do que o regulador entende como necessário para que a Oi volte a brigar de igual para igual com as concorrentes. 

“A empresa precisa ter um nível de investimentos de R$ 8 bilhões por ano. Se vai investir a metade, com certeza não é suficiente. Precisa ter como tratar dessa questão. O investimento que vem sendo feito, de R$ 4 bi por ano, é o mínimo necessário para garantir a prestação do serviço”, afirmou Quadros nesta quarta, 20/12, horas depois da aprovação do plano de recuperação em assembleia que terminou na madrugada. 

A ‘metade’ mencionada pelo presidente da Anatel se refere à promessa de injeção de R$ 4 bilhões em dinheiro novo, valor que eventualmente poderá crescer em mais R$ 2,5 bilhões com a emissão de novas ações da operadora. O presidente da Oi, Eurico Teles, sustenta que com a aprovação do plano será possível elevar o investimento anual para a casa dos R$ 7 bilhões. 

“Conseguiremos pagar as dívidas remanescentes e mudaremos nosso patamar de investimentos anuais de R$ 5 bilhões para R$ 7 bilhões no próximo triênio”, disse Teles ao defender os termos do plano. Essa conta prevê que os aportes, que chegarão a R$ 5,3 bilhões neste 2017, subirão para R$ 7,1 bilhões em 2018, com a expectativa de que fique nesse patamar pelo menos até 2020. 

Parte das preocupações da Anatel que levaram o regulador a acompanhar mais de perto a situação financeira da empresa desde 2014, no entanto, está no fato de que a Oi tem investido bem menos que os concorrentes. Naquele ano, vale lembrar, a tele ficou de fora da disputa pela cobiçadíssima fatia de 700 MHz, o que na visão da Anatel já compromete a oferta de 4G da operadora. 

“Para ser competitiva, ela precisa rever a posição. Porque enquanto isso as demais operadoras estão investindo de R$ 8 bilhões a R$ 10 bilhões por ano. Se ela não acompanhar, vai continuar perdendo competitividade, perdendo mercado, e isso não é bom”, sustentou Quadros. 


Anatel aprova novo regulamento para preço público de radiofrequências

Principal novidade é a possibilidade de a agência exigir compromissos de investimento como parte do valor da renovação do direito de uso do espectro.

Segurança faz Anatel antecipar bloqueio de celulares no Rio de Janeiro

Os aparelhos irregulares vão ser bloqueados a partir de 08 de dezembro, a pedido do Gabinete de Intervenção Federal no Estado. O bloqueio está implementado no Distrito Federal e no Estado de Goiás.

Disputa entre fornecedores faz Cemig Telecom adiar leilão para o dia 8 de agosto

Preço mínimo para o lote 1, que envolve a rede de banda larga nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro foi estipulado em R$ 332 milhões.  Já manifestaram interesse público, a TIM e a Claro.

TV paga: Modelo não muda e sangria de assinantes já dura três anos e meio

Depois de um período de expansão, em 2014, com a entrada das teles no segmento, o setor encerrou o mês de maio com 17,8 milhões de assinantes, o que significa a perda de 10% da base de usuários. Claro/NET concentram 50% do mercado.

Anatel rejeita pedidos de Société e Pharol para mudanças no conselho da Oi

Seguem válidos, portanto, os nomes indicados a partir da aprovação do Plano de Recuperação Judicial, em dezembro, que constituem o Conselho de Administração Transitório da supertele.

Telefónica conduz projeto de transformação digital da Avianca

O acerto terá validade de cinco anos e inclui serviços de voz tradicional, conectividade de dados, apoio de infraestrutura (LAN/WLAN/Centro de cabos), segurança digital e soluções de redes definidas por software (SDN).


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G