TELECOM

Plano da Oi prevê investimentos abaixo do necessário, diz Anatel

Luís Osvaldo Grossmann ... 20/12/2017 ... Convergência Digital

A aprovação do plano de recuperação da Oi afasta o risco de intervenção da Anatel, mas não é suficiente para colocar a ‘supertele’ de volta aos eixos do mercado de telecomunicações brasileiro. Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, os aportes previstos ainda estão bem aquém do que o regulador entende como necessário para que a Oi volte a brigar de igual para igual com as concorrentes. 

“A empresa precisa ter um nível de investimentos de R$ 8 bilhões por ano. Se vai investir a metade, com certeza não é suficiente. Precisa ter como tratar dessa questão. O investimento que vem sendo feito, de R$ 4 bi por ano, é o mínimo necessário para garantir a prestação do serviço”, afirmou Quadros nesta quarta, 20/12, horas depois da aprovação do plano de recuperação em assembleia que terminou na madrugada. 

A ‘metade’ mencionada pelo presidente da Anatel se refere à promessa de injeção de R$ 4 bilhões em dinheiro novo, valor que eventualmente poderá crescer em mais R$ 2,5 bilhões com a emissão de novas ações da operadora. O presidente da Oi, Eurico Teles, sustenta que com a aprovação do plano será possível elevar o investimento anual para a casa dos R$ 7 bilhões. 

“Conseguiremos pagar as dívidas remanescentes e mudaremos nosso patamar de investimentos anuais de R$ 5 bilhões para R$ 7 bilhões no próximo triênio”, disse Teles ao defender os termos do plano. Essa conta prevê que os aportes, que chegarão a R$ 5,3 bilhões neste 2017, subirão para R$ 7,1 bilhões em 2018, com a expectativa de que fique nesse patamar pelo menos até 2020. 

Parte das preocupações da Anatel que levaram o regulador a acompanhar mais de perto a situação financeira da empresa desde 2014, no entanto, está no fato de que a Oi tem investido bem menos que os concorrentes. Naquele ano, vale lembrar, a tele ficou de fora da disputa pela cobiçadíssima fatia de 700 MHz, o que na visão da Anatel já compromete a oferta de 4G da operadora. 

“Para ser competitiva, ela precisa rever a posição. Porque enquanto isso as demais operadoras estão investindo de R$ 8 bilhões a R$ 10 bilhões por ano. Se ela não acompanhar, vai continuar perdendo competitividade, perdendo mercado, e isso não é bom”, sustentou Quadros. 


Internet Móvel 3G 4G
Vivo passa a vender programação de TV paga no celular

Operadora quer ser entendida como uma plataforma de conteúdo e adiciona novos serviços para serem adquiridos pelos assinantes, entre els, Telecine Play e Fox Sports, com jogos da Libertadores, por exemplo.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Oi convoca assembleia geral de acionistas para 30 de abril

Por meio de comunicado ao mercado, operadora marca assembleia de acionistas depois do aumento de capital e do acordo firmado com a Pharol, acionista portuguesa que resistia à execução do plano de recuperação.

Telefonia fixa perdeu quase 2 milhões de linhas ativas em 2018

As concessionárias foram as que mais tiveram pedidos de desligamento - 1,682 milhão de linhas no período de novembro de 2017 a novembro de 2018. Claro lidera o mercado de linhas fixas. Oi detém mais da metade das linhas das concessionárias. Claro aparece entre as autorizadas.

Anatel amplia o cerco aos celulares piratas

Mensagens de alerta sobre o bloqueio de celulares considerados irregulares estão sendo enviadas para os estados da região Nordeste, dois estados da Região Sudeste ( Minas Gerais e São Paulo) e alguns trechos das Região Norte. No portal da Anatel é possível saber se o seu celular é ou não irregular.

Vicente Aquino é empossado como conselheiro da Anatel

Com a presença do presidente da agência, Leonardo de Morais, e do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, o advogado - indicado pelo presidente do Senado, Eunício de Oliveira - foi empossado. Mandato vai até novembro de 2020. Foi a posse mais rápida já feita na Anatel - entre indicação e posse foram menos de 15 dias.




  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G